Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ucrânia está 'decepcionada' com posição da Áustria sobre cooperação entre União Europeia e Kiev

© AP Photo / Valentyn OgirenkoEm Kiev, ministro das Relações Exteriores da Áustria, Alexander Schallenberg, participa de coletiva de imprensa após reunião com representantes de Ucrânia, Eslováquia e República Tcheca, em 8 de fevereiro de 2022.
Em Kiev, ministro das Relações Exteriores da Áustria, Alexander Schallenberg, participa de coletiva de imprensa após reunião com representantes de Ucrânia, Eslováquia e República Tcheca, em 8 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 24.04.2022
Nos siga noTelegram
O Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia está desapontado com a declaração do ministro das Relações Exteriores da Áustria, Alexander Schallenberg, sobre a cooperação de Kiev com Bruxelas e as chances de adesão à União Europeia (UE), disse o porta-voz do MRE ucraniano, Oleg Nikolenko, neste domingo (23).
No início do dia, Schallenberg disse a repórteres que Kiev e Bruxelas precisam de um novo modelo de cooperação — o que não implicaria a adesão plena da Ucrânia à União Europeia.

"Estamos desapontados com as declarações do ministro das Relações Exteriores austríaco sobre o futuro europeu da Ucrânia. Consideramo-las estrategicamente míopes, e não no interesse de uma Europa unida. Tais declarações também ignoram o fato de que a maioria da população dos países fundadores da União Europeia apoia a adesão da Ucrânia", disse Nikolenko em comunicado publicado no site do ministério.

Porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, na 15ª coletiva de imprensa de Vladimir Putin, 19 de dezembro de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 10.04.2022
Panorama internacional
Putin se reunirá com chanceler da Áustria em 11 de abril, diz Peskov
O porta-voz lembrou as palavras do ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmitry Kuleba, de que "o povo ucraniano está pagando um preço muito alto pelos erros de muitos governos europeus" e por isso a Ucrânia tem todos os motivos para exigir o reconhecimento objetivo de seus méritos e um papel estratégico para a UE.
"Graças à vontade e coragem indestrutíveis do presidente da Ucrânia e do povo ucraniano, a Europa hoje pode viver em paz. Sem exagero, nosso Estado se tornou um posto avançado de proteção da segurança da UE, liberdade europeia e valores europeus", acrescentou Nikolenko.
A Ucrânia solicitou a adesão à UE em 28 de fevereiro, logo após a Rússia lançar sua operação militar.
Usina nuclear de Flamanville, na região de Normandia, na França (foto do arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 03.01.2022
Panorama internacional
'Perigoso': Alemanha, Espanha e Áustria rejeitam plano de energia nuclear da União Europeia
Em 18 de abril, Vladimir Zelensky, presidente ucraniano, entregou o formulário da Ucrânia para obter o status de candidato à União Europeia ao embaixador do bloco na Ucrânia, Matti Maasikas.
A inscrição da Ucrânia foi seguida pela Geórgia e pela Moldávia, que decidiram acelerar a apresentação das suas candidaturas e receberam o mesmo formulário da UE em meados de abril.
Em 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação militar na Ucrânia, depois que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defenderem dos ataques ucranianos.
Em resposta à operação da Rússia, os países ocidentais lançaram uma ampla campanha de sanções contra Moscou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала