Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MD russo: EUA preparam provocação para acusar Rússia de usar armas de destruição em massa na Ucrânia

© Foto / webandiPerigo biológico (imagem de referência)
Perigo biológico (imagem de referência) - Sputnik Brasil, 1920, 23.04.2022
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos estão preparando provocações a fim de acusar os militares russos de usar armas químicas, biológicas ou nucleares na Ucrânia, declarou o Ministério da Defesa da Rússia.
A alta probabilidade de tal encenação confirma-se pelo fato de na Ucrânia estarem sendo entregues antídotos das substâncias tóxicas, notou o representante do ministério.
Conforme os dados dos militares russos, o mais provável é essa provocação ocorrer nas instalações biológicas de Carcóvia e Kiev. A usina nuclear de Zaporozhie também não é descartada.
Além disso, Kiev considera seriamente a possibilidade de atacar um depósito de resíduos radioativos na povoação de Kamenskoe.
Em 9 de março, as Forças Armadas da Rússia detectaram, na região de Kherson, três drones equipados com recipientes de 30 litros e equipamento para dispersão de substâncias, notificou o comandante das Tropas de Proteção Radiológica, Química e Biológica, Igor Kirillov.
O presidente dos EUA, Joe Biden, é ladeado pelo secretário de Estado, Antony Blinken, pela vice-secretária de Defesa, Kathleen Hicks, e pelo presidente do Estado-Maior Conjunto, general Mark Milley, antes de assinar uma ordem executiva na Casa Branca, em Washington, EUA, em 16 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 15.04.2022
Panorama internacional
Washington põe mundo em perigo e deve explicações sobre laboratórios biológicos, diz professor
O ministério informou que, em 21 de abril, um drone jogou contra as tropas russas no país um recipiente com ampolas que deveria provocar uma explosão. O seu conteúdo está sendo analisado atualmente.

"Em relação aos incidentes químicos, será aplicado o mecanismo atributivo da Organização para a Proibição de Armas Químicas, que permite fabricar as provas necessárias e designar os culpados à vontade, o que já aconteceu múltiplas vezes no decorrer de investigações de incidentes químicos na Síria", afirmou ele no briefing.

De acordo com a Defesa russa, estas provocações estão sendo planejadas inclusive para pressionar a Índia e a China a introduzirem sanções contra a Rússia.
O plano foi elaborado por Washington em resposta aos sucessos da Rússia na operação especial na Ucrânia, ressaltou o militar.
Um dos cenários das provocações planejados por Washington e pelos países da OTAN previa "o uso secreto" destas substâncias na fábrica Azovstal em Mariupol, no entanto, a ordem do presidente Vladimir Putin de não atacar a Azovstal destruiu esses planos, segundo Kirillov.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала