Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Macron alerta Europa sobre consequências de um embargo ao gás russo para o próximo inverno

© AFP 2022 / THOMAS COEXO presidente francês e candidato à reeleição pelo La Republique en Marche (LREM), Emmanuel Macron, participa de um talk show da rádio France Inter "La matinale", em Paris, 22 de abril de 2022
O presidente francês e candidato à reeleição pelo La Republique en Marche (LREM), Emmanuel Macron, participa de um talk show da rádio France Inter La matinale, em Paris, 22 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Nos siga noTelegram
O presidente da França afirmou que decidir pelo embargo ao gás russo pode não trazer consequências imediatas para a Europa, mas alertou que será afetada no próximo inverno (no Hemisfério Norte), quando a demanda por energia é maior.
Nesta sexta-feira (22), o presidente francês Emmanuel Macron afirmou que a Europa vai enfrentar consequências no próximo inverno se decidir impor um embargo ao fornecimento de gás da Rússia.

"Não veremos as consequências disso [sanções contra os recursos energéticos russos] na primavera e no verão de 2022, mas no próximo inverno as sentiremos se não houver mais gás russo", disse Macron em entrevista ao jornal Ouest-France.

Ao jornal italiano Corriere della Sera, Emmanuel Macron afirmou que a questão das sanções ao fornecimento de petróleo e gás da Rússia para a Europa pode ser incluída na agenda de discussões sobre novas sanções contra Moscou, mas não está sendo considerada no momento.
"Esta questão [do embargo ao gás e petróleo russos] pode aparecer na mesa de negociações, mas não hoje. As discussões sobre o carvão e petróleo já estão em andamento, mas não sobre o gás. Estamos cientes das enormes dificuldades que isso causaria. É por isso que você me ouve falar há muitos anos sobre a soberania energética da Europa", disse Macron.
Bandeira rachada da União Europeia - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Panorama internacional
Banir fornecimento de gás russo 'racharia' UE, indica especialista
O presidente prosseguiu dizendo que, em caso de sanções ao fornecimento de hidrocarbonetos, os europeus terão que "recorrer a [...] todos os esforços", e afirmou que "nesse momento vamos ter de explicar que temos de baixar a temperatura, baixar um pouco para ficarmos menos dependentes."
Sobre as consequências, no próximo inverno, de um possível embargo ao gás russo, o mandatário acrescentou que "esse não é o cenário que vivemos hoje, mas pode ocorrer".
No início do dia, o ministro da Economia e Finanças da França, Bruno Le Maire, disse que a União Europeia (UE) pode impor um embargo às importações de petróleo da Rússia nas próximas semanas, mas ainda não há data exata, ressaltando que há "resistência e preocupação" entre os países-membros da UE sobre a ideia de impor um embargo ao fornecimento de petróleo da Rússia.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала