Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Japão se tornou hostil à Rússia e será difícil falar em processo de negociação, diz Kremlin

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensPorta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov (foto de arquivo)
Porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Nos siga noTelegram
Depois de o Japão ter designado o sul das Ilhas Curilas como um território "ocupado ilegalmente" por Moscou, o Kremlin afirmou que "as quatro Ilhas Curilas são território inalienável da Rússia".
Nesta sexta-feira (22), o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o Japão se tornou um país hostil à Rússia e que vai ser difícil falar sobre a continuação das negociações do tratado de paz envolvendo as Ilhas Curilas.
"É óbvio que agora, quando o Japão se tornou um país hostil e se juntou a uma série de ações hostis contra a Rússia, é muito difícil falar sobre a continuação do processo de negociação", disse Peskov a repórteres.
Comentando a declaração de Tóquio sobre as ilhas Curilas do Sul terem sido "ocupadas ilegalmente", Peskov disse que "todas as quatro ilhas são parte integrante da Rússia".
As quatro ilhas mais ao sul das 56 que integram o arquipélago – ilhas Iturup, Kunashir, Shikotan e Habomai – fazem parte de uma disputa territorial entre Moscou e Tóquio e, segundo o porta-voz, são território inalienável da Rússia.
Em Praga, na República Tcheca, uma bandeira da Rússia é vista em um carro em frente ao Ministério das Relações Exteriores tcheco, em 21 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Panorama internacional
Japão impõe sanções adicionais contra 398 indivíduos e 28 organizações da Rússia

Relações fragilizadas

Mais cedo, de acordo com a agência Kyodo, o governo japonês descreveu as ilhas Curilas, conhecidas no Japão como Territórios do Norte, como um área "ocupada ilegalmente pela Rússia".
As informações constam no Livro Azul Diplomático do Japão, um relatório anual da política externa japonesa, em que as Curilas também são descritas como parte inerente do Japão pela primeira vez desde 2011.
Depois de o governo japonês ter aderido às duras sanções contra Moscou por sua operação especial militar na Ucrânia, o Kremlin aplicou o princípio de reciprocidade que rege o sistema internacional e se recusou a negociar o tratado de paz com o Japão, suspendendo a isenção de vistos para cidadãos japoneses viajarem às Ilhas Curilas e interrompendo qualquer diálogo sobre a promoção de atividades econômicas conjuntas no arquipélago.
No dia 18 de março, o Japão impôs a proibição de exportação de 275 mercadorias para a Rússia incluindo semicondutores, radares, sensores, lasers, equipamentos de comunicação e outros. No início de abril, a exportação de bens de luxo, incluindo carros e joias, também foi proibida pelo governo japonês.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала