Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

FSB prende sabotadores ucranianos que preparavam ataques contra comboios humanitários russos

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensFSB, foto de arquivo
FSB, foto de arquivo - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2022
Nos siga noTelegram
O Serviço Federal de Segurança da Rússia (FSB, na sigla em russo) prendeu um grupo de sabotadores ucranianos que preparavam ataques contra comboios de ajuda humanitária.
No interior do veículo dos ucranianos detido pelo FSB foram encontrados dois sistemas de defesa aérea portáteis, três lança-granadas e explosivos.
Os sabotadores ucranianos planejavam explodir um comboio de ajuda humanitária da Rússia, bem como atacar militares do Exército russo.
"O FSB, no decorrer da operação militar especial de desmilitarização e desnazificação da Ucrânia nos territórios controlados pelas Forças Armadas da Rússia, deteve um ataque de sabotadores ucranianos que, seguindo ordens do Serviço de Segurança da Ucrânia, planejava um ataque contra um comboio russo de ajuda humanitária e militares das Forças Armadas russas usando um veículo repleto de explosivos", informou o FSB.
Além disso, o FSB ressaltou que o grupo de sabotadores transportava sistemas de defesa aérea portáteis Igla com lançadores, três lança-granadas RPGI8, metralhadora PKM, automáticas AKM, pistolas PM, 127 granadas de mão, 18 minas antipessoal e magnéticas, minas antitanque com acionamento remoto, oito quilos de explosivo plástico, fuzis, 42 acionadores e detonadores, mais de cinco mil cartuchos, dispositivo explosivo PM-4, estações de rádio, visores noturnos e um veículo minado.
De acordo com o FSB, um dos detidos declarou que o grupo "planejava instalar os explosivos no para-choque do veículo para ser detonado a uma distância de aproximadamente cinco metros".
O presidente dos EUA, Joe Biden, faz comentários sobre Rússia e Ucrânia na Sala Roosevelt da Casa Branca, em Washington, DC, 21 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 21.04.2022
Panorama internacional
Biden anuncia mais US$ 800 milhões em ajuda militar para Ucrânia
Em 24 de fevereiro de 2022, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou o início de uma operação especial militar para "desmilitarização e desnazificação da Ucrânia".
Durante a operação, as Forças Armadas da Rússia têm eliminado instalações da infraestrutura militar ucraniana, sem realizar ataques contra alvos civis em cidades. Os militares russos também organizam corredores humanitários para a população civil que foge da violência dos neonazistas e nacionalistas.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала