Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Político dos EUA apela à OTAN para 'não tentar sorte com Rússia' com adesão da Suécia e Finlândia

© AP Photo / Vadim GhirdaSoldado romeno com bandeira da OTAN
Soldado romeno com bandeira da OTAN - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Nos siga noTelegram
Os EUA deveriam abandonar a ideia de incluir a Suécia e a Finlândia à OTAN para "não tentar a sorte" com a Rússia, escreve em um artigo na revista American Conservative o escritor, político americano e ex-candidato presidencial Patrick Buchanan.
Na opinião dele, Washington deve manter a opção de "liberdade de ação" em caso de um hipotético conflito internacional.
"Hoje nós não só lideramos uma aliança de 30 nações, como tentamos integrar nela mais dois membros, um dos quais tem uma fronteira de 830 milhas [cerca de 1.335 km] com a Rússia. Mas por quanto tempo mais vai durar a nossa sorte?", questiona Buchanan.
O político dos EUA recordou as declarações do vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia e ex-presidente do país, Dmitry Medvedev, segundo o qual se a Suécia e a Finlândia aderirem à OTAN já não será possível falar de nenhum estatuto não nuclear da região do Báltico.
"A Finlândia foi neutra durante a Guerra Fria. A Suécia tem sido neutra desde as guerras napoleônicas do início do século XIX. Nós sofremos de alguma maneira com a neutralidade deles?", ressalta autor do artigo.
Buchanan conclui dizendo que não vê nenhum benefício para os EUA em "forçar uma guerra contra a Rússia", que possui o maior arsenal de armas nucleares do mundo, por causa de "uma briga no mar Báltico ou no golfo da Finlândia".
Dmitry Medvedev, vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, durante reunião em 7 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 14.04.2022
Panorama internacional
Ex-presidente russo: Rússia terá mais adversários oficiais após Suécia e Finlândia aderirem à OTAN
Anteriormente, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia observou que a adesão da Suécia e da Finlândia à OTAN ameaça ter consequências negativas para a estabilidade no norte da Europa, e os próprios países "devem também entender as implicações de tal passo para as relações bilaterais e para a arquitetura de segurança europeia em geral, que está atualmente em crise".
Após o início da operação militar russa na Ucrânia, a Finlândia e a Suécia começaram a discutir a possibilidade de renunciar à sua neutralidade de longa data e aderir à OTAN. Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN, tinha observado que o bloco ficaria contente por ver os referidos países na Aliança Atlântica.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала