Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Irã deve elevar oferta de roupas e calçados à Rússia para repor marcas ocidentais: 'Alta qualidade'

© Folhapress / Igor do ValeImagem ilustrativa de fabricação de sapatos
Imagem ilustrativa de fabricação de sapatos - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Nos siga noTelegram
O Irã está pronto para aumentar o volume de fornecimento de roupas e calçados para a Federação da Rússia e pode substituir marcas de outros países, disse à Sputnik Vladimir Obydenov, presidente do Conselho Empresarial russo-iraniano.
Mais cedo, o Conselho Russo de Shopping Centers anunciou que negociava com varejistas estrangeiros, inclusive o Irã, com o objetivo de repor produtos estrangeiros de empresas ocidentais que anunciaram a suspensão de suas atividades no país.

"O Irã é um fabricante de roupas e calçados de alta qualidade que pode substituir algumas marcas ocidentais da categoria de preço médio", disse Obydenov.

Segundo ele, "nas condições da nova realidade global", o fórum de desenvolvimento de negócios russo-iraniano, realizado em Moscou, no início de abril, mostrou que as empresas do país do Oriente Médio estão prontos para aumentar o volume de entregas desses bens.

"Ainda é difícil falar de marcas específicas. Nosso mercado está acostumado a uma grande e variada seleção de produtos em diferentes nichos de preço. Mas, ao mesmo tempo, esse mercado é bastante flexível para atender a demanda do consumidor", garantiu o presidente da Conselho Empresarial russo-iraniano.

O vice-secretário do Tesouro dos EUA, Wally Adeyemo, durante entrevista coletiva conjunta com o comissário da União Europeia, em Bruxelas, Bélgica, 29 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 18.04.2022
Panorama internacional
Tesouro dos EUA: sanções contra Rússia podem ser revertidas caso comportamento do Kremlin 'mude'
Além de sanções econômicas de nações ocidentais, muitas empresas interromperam suas atividades na Rússia desde o início do conflito na Ucrânia. O momento suscita parcerias e novos acordos com países emergentes que não seguiram a cartilha dos EUA e seus aliados no cerco econômico contra Moscou.
A escalada de sanções tornou a Rússia a nação mais sancionada do mundo, segundo a plataforma Castellum.ai, serviço de rastreamento de restrições econômicas no mundo.
No total, segundo os cálculos do site, estão em vigor 9.655 medidas restritivas contra a Rússia. Na sequência deste ranking, quem aparece é o Irã, que sofre com 3.616 sanções impostos pelo Ocidente.
Os países seguintes da lista são a Síria (2.608), a Coreia do Norte (2.077), a Venezuela (651), Mianmar (510) e Cuba (208).
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала