Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Canadá impõe sanções a filhas de Putin, empresários e presidente do Banco Central russo

© Sputnik / Natalia SelivestrovaBanco Central da Rússia.
Banco Central da Rússia. - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Nos siga noTelegram
O Canadá anunciou a imposição de sanções a 14 pessoas com relacionamento estreito com o governo russo, incluindo a presidente do Banco Central, Elvira Nabiullina, alguns executivos do país e as duas filhas do presidente Vladimir Putin.
O anúncio foi feito pela Global Affairs Canada (agência canadense para assuntos globais) nesta terça-feira (19).

"Estas novas medidas impõem restrições a 14 associados ao governo russo, incluindo oligarcas russos e seus membros familiares. Também incluem as duas filhas adultas do presidente Putin", disse a autarquia em um comunicado.

A última rodada de sanções por parte de Ottawa incluiu também Mikhail Fridman, Pyotr Aven e German Khanum, donos de um dos maiores bancos russos, o Alfa Bank.
Sergei Lavrov, chanceler da Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Panorama internacional
Rússia descarta possível uso de armas nucleares na Ucrânia: usamos só armas convencionais
Outros empresários russos — Mikhail Gutseriev, Oleg Boyko, Aleksandr Ponomarenko e Igor Makarov — também foram alvos de restrições.
As duas filhas do presidente Putin, assim como a mulher e a filha do ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, também foram alvo do governo canadense.
Em março, o Canadá já havia anunciado sanções pessoais contra Putin e a maioria dos membros do Parlamento da Rússia, assim como entidades consideradas próximas ao Kremlin.
O governo russo respondeu emitindo embargos contra a maioria dos parlamentares e senadores canadenses.
Em Nova Deli, na Índia, um avião cargueiro da Força Aérea dos EUA pousa com suprimentos para combater a pandemia da COVID-19, em 30 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 19.04.2022
Panorama internacional
EUA enviam 5 aviões com 'assistência militar' à Ucrânia, incluindo drones kamikaze
Em 24 de fevereiro, a Rússia lançou uma operação militar na Ucrânia, depois que as repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) pediram ajuda para se defenderem dos ataques ucranianos.
O Ministério da Defesa russo afirmou que apenas a infraestrutura militar ucraniana está sob a mira do Exército da Federação da Rússia.
Moscou declarou reiteradamente que não tem planos de ocupar o país vizinho.
Os Estados Unidos, o Canadá e seus aliados responderam implementando sanções abrangentes contra a Rússia.
Ned Price, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA, durante coletiva de imprensa em Washington, EUA, 31 de março de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 18.04.2022
Panorama internacional
EUA dizem que estão 'de olho' no nível de apoio da China à Rússia no conflito ucraniano
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала