Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Inadimplência da Rússia poderá virar inadimplência da Europa, diz ex-presidente russo Medvedev

© Sputnik / Aleksei MayshevKremlin em Moscou, Rússia (imagem referencial)
Kremlin em Moscou, Rússia (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 17.04.2022
Nos siga noTelegram
O vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia e ex-presidente do país, Dmitry Medvedev, criticou as políticas da União Europeia, afirmando que "terão de mudar a retórica" eventualmente.
Dmitry Medvedev, vice-presidente do Conselho de Segurança da Rússia, declarou que uma inadimplência russa pode ter um efeito bumerangue para a Europa.

"Um default da Rússia pode acabar em default da Europa, tanto moral, como, muito provavelmente, material", disse ele no domingo (17) no Telegram.

Medvedev também afirmou que Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, deve esperar agradecimento dos europeus pela hiperinflação e influxo de migrantes, pelos quais "já não será possível culpar os malvados russos".
Dmitry Medvedev, vice-diretor do Conselho de Segurança da Rússia, 22 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.03.2022
Panorama internacional
Ex-presidente da Rússia 'congratula' países europeus após registrarem preços recordes de gás
"Esperem um grande agradecimento dos europeus comuns pela hiperinflação, pela qual já não será possível culpar os malvados russos, pela ausência de produtos básicos nas lojas, e pelo influxo de migrantes, que provocará uma onda de criminalidade violenta pior do que a albanesa", segundo Medvedev.
"Nesse caso essas mulheres e homens de Bruxelas terão de mudar a retórica, senão haverão fogos fedorentos de pneus queimando nas ruas de cidades europeias bem conservadas, em louvor aos heróis de Maidan [eventos do golpe de Estado pró-ocidental na Ucrânia em 2014] e da Grande Vitória [na Segunda Guerra Mundial] sobre a €uropa!", acrescentou ele.
Isso, apontou ele, seria por causa do sistema financeiro da União Europeia não ser "muito resiliente, a confiança das pessoas está caindo. Não houve tanta pressão mesmo no memorável ano de 2008, e na época era muito difícil".
Segundo o ex-presidente russo (2008-2012), o principal objetivo da Europa é uma inadimplência por parte da Rússia, e não a paz na Ucrânia.
"Essa fulana europeia Ursula começou dando textos ativamente. Seu objetivo principal agora já não é o sofrimento de pessoas exaustas, não o fim da operação militar especial, não a tão esperada paz na Ucrânia, mas o default financeiro da Rússia", escreveu.
"Era isso! Era o que foi desejado secretamente à noite! Era essa a estratégia profunda da União Europeia, a agenda oculta dos masoquistas de Bruxelas e de seus parceiros do jogo do outro lado do oceano. Muito bem, tentem lá."
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала