Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Presidenciável francesa Marine Le Pen defende legitimidade da reintegração da Crimeia à Rússia

© Sputnik / Kristina Afanasieva / Abrir o banco de imagensMarine Le Pen após o anúncio dos resultados do segundo turno das eleições regionais.
Marine Le Pen após o anúncio dos resultados do segundo turno das eleições regionais. - Sputnik Brasil, 1920, 13.04.2022
Nos siga noTelegram
A candidata presidencial francesa Marine Le Pen reafirmou nesta quarta-feira (13) sua opinião de que a Crimeia deve estar com a Rússia depois de a região votar pela saída da Ucrânia em um referendo em 2014.
Rival do presidente Emmanuel Macron no segundo turno da eleição, prevista para 24 de abril, a líder do partido de extrema-direita Reagrupamento Nacional (Rassemblement National, em francês) disse não se arrepender de seus comentários sobre o status da Crimeia, que a impedem de entrar na Ucrânia.

"Eu não neguei [a reintegração da Crimeia] porque eles fizeram um referendo. Então eu não vou a Kiev... Eu não me arrependo. A Crimeia foi ucraniana por 26 anos e, pelo resto do tempo, foi russa. Pessoas na Crimeia queriam voltar para a Rússia", disse ela em entrevista à emissora BFM TV.

Ela acrescentou que não iria para a Rússia até que suas tropas deixassem a Ucrânia e um tratado de paz fosse assinado.
Le Pen prometeu fornecer ajuda militar letal e não letal à Ucrânia durante um discurso de campanha em Paris no início do dia.
Sobre a OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e a Rússia, Le Pen disse que os dois devem reconstruir seu relacionamento estratégico. Ela argumentou que os laços mais estreitos entre a Rússia e a China não são do interesse da França e da Europa, mas dos Estados Unidos.

"Assim que o conflito russo-ucraniano terminar e for resolvido por meio de um tratado de paz, defenderei uma aproximação estratégica entre a OTAN e a Rússia", disse ela à imprensa.

Le Pen reiterou sua insistência na independência da França de Washington dentro da OTAN.
Os americanos tradicionalmente desempenham o papel de liderança na estrutura de comando da aliança, e Le Pen disse que faria a França deixar o Comando Milirtar da coalizão caso seja eleita.
O atual presidente francês, candidato presidencial centrista à reeleição, Emmanuel Macron se reúne com moradores enquanto faz campanha em Denain, norte da França, segunda-feira, 11 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Panorama internacional
Com 100% dos votos apurados, Macron obtém 27,84% no 1º turno das eleições, Le Pen – 23,15%

Contra sanções à Rússia

Ontem (12), Le Pen declarou ser contrária às restrições impostas aos insumos energéticos da Rússia. Ela acredita que a retaliação ocidental pode ter consequências negativas para o povo francês.
As alegações da presidenciável foram feitas à rádio France Inter.

"Eu me oponho às sanções energéticas [contra a Rússia]. Não quero que o povo francês enfrente as consequências de decisões que tentam barrar a importação de óleo e gás porque eu sei que haverá consequências nos preços dos insumos para a França. E eu estou aqui para defender a França", disse ela.

Le Pen sugeriu ainda que Paris deve se retirar do mercado energético europeu, uma vez que a França é muito menos dependente do óleo e do gás russos do que outros países da União Europeia (UE).
Após o início da operação militar especial da Rússia na Ucrânia, o bloco europeu votou pela aceleração da independência dos insumos energéticos russos.
Na semana passada, a UE anunciou seu quinto pacote de sanções contra a Rússia, que inclui banimento total da compra, importação e transferência de carvão e outros combustíveis fósseis para os países-membros caso eles sejam originados da Rússia ou exportados de lá. A medida começa a vigorar em agosto.
Membros do Parlamento Europeu participam da abertura da sessão plenária da instituição em Estrasburgo, na França, em 7 de junho de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 07.04.2022
Panorama internacional
UE chega a acordo sobre 5º pacote de sanções contra a Rússia
Os preços dos itens energéticos tiveram um aumento de 45% em março quando comparados ao mesmo período do ano passado.
As importações da Rússia para a União Europeia em 2021 correspondem a aproximadamente 45% do total comprado de gás, 27% em relação a óleo cru e 46% ao carvão, segundo a Comissão Europeia.
O primeiro turno das eleições presidenciais francesas ocorreu no último domingo (10). O atual presidente, Emmanuel Macron, obteve 27,84% dos votos válidos, enquanto Le Pen garantiu 23,15%. A segunda etapa do pleito ocorre em 24 de abril. Projeções indicam que o adversário de Le Pen garantirá sua reeleição em uma votação apertada, com 52% dos votos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала