Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Nacionalistas ucranianos planejam terrorismo químico em Donbass, diz MRE russo

© Sputnik / Iliya Pitalev / Abrir o banco de imagensPlacas de aviso perto dos armazéns de armas químicas russas antes de serem destruídas.
Placas de aviso perto dos armazéns de armas químicas russas antes de serem destruídas. - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2022
Nos siga noTelegram
Moscou considera a ameaça de terrorismo químico por nacionalistas e militares ucranianos "muito real", afirmou à Sputnik o vice-ministro das Relações Exteriores da Rússia, Oleg Syromolotov.
"Consideramos muito real a ameaça de terrorismo químico por nacionalistas fascistas, operando sob o patrocínio do atual governo de Kiev, e unidades das Forças Armadas da Ucrânia sob seu controle", disse Syromolotov.
Segundo ele, a "alta probabilidade do cenário" é condicionada por diversas provocações químicas promovidas por grupos extremistas armados controlados pelos Estados Unidos e seus aliados da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) durante o conflito sírio.
Syromolotov afirma que outro exemplo foi a provocação encenada na cidade ucraniana de Bucha.
O vice-chanceler ressaltou que a Rússia tem informado repetidamente o Conselho de Segurança da ONU (Organização das Nações Unidas) e a OPAQ (Organização para a Proibição de Armas Químicas) sobre os planos de provocações químicas em Donbass, "elaborados pelo governo de Vladimir Zelensky".

"Não ficaremos surpresos se acusações semelhantes forem feitas contra nós em relação aos recentes eventos na fábrica de Zarya, onde militantes se comprometeram a explodir tanques com ácido nítrico para que a nuvem resultante de substâncias tóxicas fosse transportada pelo vento para o assentamento de Kudryashovka, que foi libertado", disse Syromolotov.

O vice-ministro afirma que, segundo estimativas, cerca de 40 mil toneladas de substâncias altamente tóxicas permanecem nessa fábrica, incluindo ácidos nítrico, sulfúrico e clorídrico, além de amônia.

Material nuclear

Moscou também não descarta a possibilidade de que material nuclear de países estrangeiros possa ser levado à Ucrânia, segundo Syromolotov.

"Não podemos descartar um cenário em que material nuclear possa ser trazido para a Ucrânia, vindo de terceiros", afirmou.

Presidente russo, Vladimir Putin, durante visita ao cosmódromo Vostochny com seu homólogo belarusso, Aleksandr Lukashenko, região russa de Amur, 12 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 12.04.2022
Panorama internacional
Putin sobre operação russa de defesa a Donbass: é preciso cumprir as metas, minimizando as perdas
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала