Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Japão impõe sanções adicionais contra 398 indivíduos e 28 organizações da Rússia

© REUTERS / David W. CernyEm Praga, na República Tcheca, uma bandeira da Rússia é vista em um carro em frente ao Ministério das Relações Exteriores tcheco, em 21 de abril de 2021
Em Praga, na República Tcheca, uma bandeira da Rússia é vista em um carro em frente ao Ministério das Relações Exteriores tcheco, em 21 de abril de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Nos siga noTelegram
O Japão aprovou o congelamento de ativos do Sberbank e do Alpha Bank e a proibição de novos investimentos diretos na Rússia, impondo sanções adicionais contra 398 indivíduos e 28 organizações russas.
O anúncio foi feito pelo Ministério das Relações Exteriores japonês, na manhã de terça-feira (12), no horário local (ainda noite de segunda-feira, 11, em Brasília).
Mais cedo nesta segunda-feira (11), o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, afirmou que os Estados Unidos estão pedindo a todas as nações do globo para não manterem grandes transações de armas com a Rússia.
Também nesta segunda-feira (11), a França declarou seis diplomatas russos como personae non gratae no país, em meio ao cerco político e econômico contra a Rússia.
O Ministério das Relações Exteriores francês informou que, com a medida, os oficiais serão obrigados a se retirar do território francês.
© Sputnik / Pyotr MartynychevEm Beirute, no Líbano, manifestantes demonstram apoio à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, em 7 de abril de 2022
Em Beirute, no Líbano, manifestantes demonstram apoio à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, em 7 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.04.2022
Em Beirute, no Líbano, manifestantes demonstram apoio à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, em 7 de abril de 2022
Desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, no dia 24 de fevereiro, os EUA e seus aliados iniciaram a aplicação de sanções contra Moscou.
Entre as medidas estão restrições econômicas às reservas internacionais russas e a suas exportações de petróleo, aço e ferro, além de diversos impedimentos a instituições financeiras e indivíduos do país.
No âmbito da comunicação, a União Europeia censurou o acesso aos sites do RT e da Sputnik em seu território. YouTube, Facebook, Instagram e Twitter também restringiram o acesso a páginas e links de mídias estatais russas. No caso do YouTube, todas essas mídias foram banidas da plataforma.

Quantidade de sanções

A escalada de sanções impostas pelo Ocidente transformou a Rússia, de forma disparada, na nação mais sancionada do mundo, segundo a plataforma Castellum.ai, serviço de rastreamento de restrições econômicas no mundo.
No total, estão em vigor 8.541 medidas restritivas contra a Rússia, segundo os cálculos do site. A quantidade é quase o dobro das 3.616 sanções impostas pelo Ocidente ao Irã. Na sequência, aparecem a Síria (2.608), a Coreia do Norte (2.077), a Venezuela (651), Mianmar (510) e Cuba (208).
Membro do serviço ucraniano detém um sistema de mísseis Javelin em uma posição na linha de frente na região norte de Kiev, 13 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 10.04.2022
Panorama internacional
EUA fornecerão à Ucrânia 'as armas de que precisa contra a Rússia', diz Jake Sullivan
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала