Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Stoltenberg: OTAN passa por 'transformação fundamental' e deve incluir 'ameaça' Rússia-China

© REUTERS / Murad SezerEm Antalya, na Turquia, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, fala durante entrevista às margens do Fórum Diplomático de Antalya, em 11 de março de 2022
Em Antalya, na Turquia, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, fala durante entrevista às margens do Fórum Diplomático de Antalya, em 11 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.04.2022
Nos siga noTelegram
O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, afirmou que a aliança militar ocidental ampliará sua presença no Leste Europeu como parte de uma mudança fundamental. Além disso, a parceria estratégica Rússia-China entrará nas contas da OTAN.
A declaração de Stoltenberg ocorreu em entrevista publicada pelo jornal inglês The Telegraph, neste sábado (9). O chefe da OTAN afirmou que a organização "está no meio de uma transformação muito fundamental" e que essa "redefinição" implicará na substituição de sua presença relativamente pequena no Leste Europeu por um reforço de tropas na região.
De acordo com a publicação, os comandantes militares da OTAN estão desenvolvendo opções para a implementação dessa nova fase da aliança militar.
Stoltenberg disse ainda que o "conceito estratégico" da OTAN enfrentará, pela primeira vez, a "ameaça" da China em meio à cooperação entre Pequim e a Rússia.
© Sputnik / Aleksei DruzhininPresidente russo, Vladimir Putin (à esquerda), e o líder chinês Xi Jinping (à direita) em Pequim.
Presidente russo, Vladimir Putin (à esquerda), e o líder chinês Xi Jinping (à direita) em Pequim - Sputnik Brasil, 1920, 09.04.2022
Presidente russo, Vladimir Putin (à esquerda), e o líder chinês Xi Jinping (à direita) em Pequim.
Na quinta-feira (7), Stoltenberg já havia tocado no assunto em uma coletiva de imprensa, após encontro de chanceleres da OTAN em Bruxelas, quando afirmou que o conceito estratégico da aliança será finalizado na cúpula de Madri, em junho deste ano. Segundo disse o secretário-geral da OTAN, esse rearranjo "deve considerar como a crescente influência da China e suas políticas coercitivas afetam nossa segurança".
O conceito estratégico é um documento fundamental da OTAN que aponta os principais desafios de segurança enfrentados pela aliança e guia seu desenvolvimento político e militar. O último conceito estratégico da OTAN foi aprovado em 2010 e não foi revisado desde então.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала