Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

RPD: cerca de 30 pessoas morreram após provocação de militares ucranianos na cidade de Kramatorsk

© SputnikDestroços do míssil ucraniano Tochka-U abatido no porto de Berdyansk (imagem do arquivo)
Destroços do míssil ucraniano Tochka-U abatido no porto de Berdyansk (imagem do arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 08.04.2022
Nos siga noTelegram
Nesta sexta-feira (8), o Estado-Maior da República Popular de Donetsk relatou que uma estação ferroviária na cidade de Kramatorsk foi atacada pelos militares ucranianos com mísseis Tochka-U.
O ataque contra a cidade, situada na parte da região de Donetsk ainda controlada pelo lado ucraniano, foi realizado enquanto vários civis tentavam deixar o município por ferrovia.
Mais tarde, o líder da Milícia Popular da República Popular de Donetsk confirmou que o ataque foi uma provocação de militares ucranianos e ocasionou a morte de cerca de 30 pessoas.
Ainda segundo declarou o líder da Milícia Popular da RPD Eduard Basurin, "é preciso estarmos preparados para futuras provocações do lado ucraniano".
De acordo com Basurin, as autoridades ucranianas primeiro anunciaram a evacuação das cidades de Kramatorsk e Slavyansk e depois realizaram a provocação com míssil Tochka-U.
Tochka-U é um sistema de mísseis capaz de realizar ataques a uma distância de até 70 quilômetros. Esse tipo de armamento é usado só pelas tropas ucranianas e não russas, nem pelas repúblicas populares de Donetsk e Lugansk.
Segundo anunciou o líder da República Popular de Donetsk, Denis Pushilin, a provocação foi realizada com dois mísseis ucranianos Tochka-U.
Além de 30 pessoas mortas na provocação em Kramatorsk, mais de 100 ficaram feridas, segundo o líder da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Ainda segundo Basurin, o míssil Tochka-U usado pelas forças ucranianas foi preenchido com cassetes.
Mais uma prova fotográfica do uso de míssil ucraniano Tochka-U no ataque contra infraestrutura civil em Kramatorsk que levou a várias perdas entre a população civil – Estado-Maior da defesa da RPD

Reação da Rússia

Logo depois do ataque ter sido confirmado por Basurin, o Ministério da Defesa da Rússia refutou as acusações do regime de Kiev sobre alegada ofensiva russa a uma estação ferroviária de Kramatorsk, em 8 de abril.
A Defesa russa destacou que mísseis Tochka-U, cujos destroços foram encontrados perto da estação, são usados apenas pelas Forças Armadas da Ucrânia.
Enquanto isso, os militares russos não tinham tarefas planejadas na cidade de Kramatorsk para o dia 8 de abril. A entidade russa destacou que as declarações de Kiev sobre alegado ataque realizado pela Rússia são uma provocação.

"Todas as declarações do regime nacionalista de Kiev sobre alegado 'ataque com mísseis' da Rússia no dia 8 de abril contra uma estação ferroviária da cidade de Kramatorsk são uma provocação e não correspondem absolutamente à realidade. As Forças Armadas da Rússia não tinham e não planejavam nenhuma tarefa de fogo na cidade de Kramatorsk no dia 8 de abril", diz a declaração do Ministério da Defesa da Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала