Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Montenegro expulsa 4 diplomatas russos: 'Prazo de 7 dias para deixar nosso território'

© Aleksandr NemnovBandeira russa acena ao lado de uma das torres do Kremlin, no centro de Moscou, em 26 de fevereiro de 2022.
Bandeira russa acena ao lado de uma das torres do Kremlin, no centro de Moscou, em 26 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 07.04.2022
Nos siga noTelegram
Em meio ao cerco econômico e político a Moscou, Montenegro decidiu expulsar quatro diplomatas russos nesta quinta-feira (7), informou o Ministério das Relações Exteriores do país.

"A nota formal sobre esta decisão, que menciona um prazo de sete dias para deixar o território do nosso Estado, foi entregue hoje [quinta-feira, 7] ao embaixador russo", disse o órgão em comunicado, citado pela emissora RTCG.

Longe de ser ato isolado, a medida é tomada após uma série de expulsões de diplomatas russos da Europa. Na última segunda-feira (4), França e Alemanha comunicaram que 35 e 40 diplomatas, respectivamente, tornaram-se personae non gratae em seus territórios.
As ações foram anunciadas um dia após Kiev relatar um suposto "massacre" promovido por forças russas na cidade de Bucha, a 25 km da capital, no último domingo (3).
Moscou rejeitou a acusação e denunciou as inconsistências da versão ucraniana sobre a situação na cidade.
Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores russo, participa de reunião diplomática em Moscou, Rússia, foto publicada em 4 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 07.04.2022
Panorama internacional
Rússia: Kiev é controlada por Washington e aliados e empurrada para continuar ações de combate
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, definiu o relato ucraniano em torno de Bucha como "fake news".
Mesmo diante das suspeitas de encenação das forças ucranianas em Bucha, os países europeus, alinhados com os EUA nas retaliações a Moscou, têm avançado nas medidas antirrussas.

"Esta ação faz parte de uma abordagem europeia. Nossa primeira responsabilidade é sempre garantir a segurança dos franceses e europeus", dizia a nota do Ministério das Relações Exteriores francês.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала