Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Embaixador russo aponta incoerências na ONU em imagens de cadáveres em Bucha: 'Montagens'

© REUTERS / CARLO ALLEGRIO embaixador da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, fala na reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre ameaças à paz e segurança internacionais, na cidade de Nova York, EUA, 7 de março de 2022.
O embaixador da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, fala na reunião do Conselho de Segurança das Nações Unidas sobre ameaças à paz e segurança internacionais, na cidade de Nova York, EUA, 7 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 05.04.2022
Nos siga noTelegram
O embaixador russo na Organização das Nações Unidas (ONU), Vasily Nebenzya, apontou, em sessão na organização nesta terça-feira (5), inconsistências nas fotos e vídeos feitos na cidade ucraniana de Bucha. Ele chamou a atenção para a ausência de cadáveres nas ruas após a retirada das tropas russas.
Ele acrescentou que vídeos de radicais ucranianos andando pelas ruas de Bucha e convocando para atirar nos que usam braçadeiras brancas — "ou seja, civis" — foram salvos e registrados nas redes sociais.

Vocês viram os corpos, ouviram as histórias. Mas vocês só viram o que eles quiseram lhes mostrar. Vocês não podem deixar de ver as inconsistências gritantes na versão dos eventos promovida pela mídia ucraniana e ocidental. Não havia corpos na cidade imediatamente após a retirada das tropas russas, como evidenciado por vários vídeos ao mesmo tempo", disse Nebenzya.

As tropas russas deixaram Bucha na última quarta-feira (30), um dia após a rodada de negociações entre Moscou e Kiev na Turquia.
No domingo (3), autoridades ucranianas e os meios de comunicação internacionais veicularam diversas imagens de cadáveres de supostos civis — muitos deles algemados — espalhados pelas ruas de Bucha, na parte noroeste da região metropolitana de Kiev.
Imagem mostra corpos nas ruas de Bucha, na Ucrânia, alguns com as mãos amarradas por pano branco, em 3 de abril de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 03.04.2022
Panorama internacional
'Conto da Carochinha'? Por que a versão ucraniana sobre 'massacre' em Bucha é inconsistente
O local estava sob controle das tropas russas durante o cerco a Kiev, que foi desfeito no dia 30 de março.
A procuradora-geral da Ucrânia, Irina Venediktova, disse ontem (4) que as autoridades supostamente contabilizaram 410 corpos de civis assassinados na periferia de Kiev.
Entretanto o Ministério da Defesa da Rússia qualificou as fotos e os vídeos publicados como "montagens" e assegurou que, durante a estadia das tropas russas na região, "nenhum civil local sofreu qualquer tipo de agressão".
Presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, durante coletiva de imprensa com mídia estrangeira em Kiev, Ucrânia, 12 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 04.04.2022
Panorama internacional
Zelensky defende batalhão neonazista Azov em entrevista à Fox: 'São o que são'
O ministério russo, por sua vez, indicou que "os subúrbios da região, incluindo bairros residenciais, foram bombardeados nas últimas 24 horas por militares ucranianos com artilharia de grosso calibre, tanques e sistemas de foguetes de lançamentos múltiplos".
Aleksandr Bastrykin, chefe do Comitê de Investigação da Rússia (principal autoridade investigativa do país), ordenou que as fotos e vídeos divulgados pelo governo ucraniano dos acontecimentos em Bucha sejam esquadrinhados e periciados.
Ele também indicou que, "segundo informações disponíveis", o material foi divulgado para "desvirtuar a imagem dos militares russos".
Crianças em ponto especial para refugiados organizado pelo Ministério de Defesa Civil e Emergências da República Popular de Donetsk em Bezymiannoe, região de Novoazovsk. Alguns dos moradores de Mariupol conseguiram chegar ao local após deixar voluntariamente a cidade através de corredor humanitário - Sputnik Brasil, 1920, 02.04.2022
Panorama internacional
Sem participação de Kiev, Rússia retira mais de 14 mil refugiados da Ucrânia em apenas 1 dia
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, classificou a suposta matança de civis em Bucha como "montagem" que coloca em risco as tratativas de paz e de segurança internacional.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала