Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Presidente da Tunísia anuncia que vai dissolver o Parlamento

© AP Photo / John ThysO presidente da Tunísia, Kais Saied, fala com a mídia ao chegar a uma cúpula da União Europeia (UE) na África, no prédio do Conselho Europeu, em Bruxelas, em 17 de fevereiro de 2022.
O presidente da Tunísia, Kais Saied, fala com a mídia ao chegar a uma cúpula da União Europeia (UE) na África, no prédio do Conselho Europeu, em Bruxelas, em 17 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 30.03.2022
Nos siga noTelegram
O presidente Kais Saied acusou aqueles que participaram de uma sessão parlamentar "ilegal" de fazer parte de "uma conspiração contra a segurança do Estado".
O presidente da Tunísia, Kais Saied, anunciou na TV estatal que está dissolvendo o Parlamento do país, oito meses depois de suspendê-lo em uma tomada de poder em julho.

"Hoje (30), neste momento histórico, anuncio a dissolução da Assembleia de Representantes do Povo para preservar o Estado e suas instituições", afirmou Saied.

O anúncio foi feito no mesmo dia (30) em que parlamentares tunisianos votaram para revogar os decretos presidenciais que suspendem o parlamento e dão a Kais Saied poder total sobre o país.
A iniciativa foi descrita pela Reuters como uma forma de desafiar abertamente o presidente.
Cerca de 120 parlamentares (de um total de 217) compareceram à sessão, on-line. A medida representa o desafio mais direto do Parlamento a Saied.
Embora a sessão possa enfatizar a crescente oposição a Saied e desafiar a legitimidade de seus movimentos, não é provável que altere seu controle do poder.
Um soldado israelense fica de guarda próximo a um sistema de defesa aérea Cúpula de Ferro enquanto a fumaça sobe de um tanque de petróleo em chamas após ser atingido por um foguete na Faixa de Gaza, quarta-feira, 12 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 13.05.2021
Egito e Tunísia podem persuadir Hamas a interromper aumento das tensões com Israel, diz Casa Branca
O aumento da confiança do Parlamento reflete o aumento da oposição ao presidente tunisiano, enquanto ele tenta reescrever a Constituição para assumir principalmente o controle do Judiciário.
Falando depois da sessão, Saied disse que dissolveria o parlamento. Ele instruiu o ministro da Justiça do país a abrir uma investigação sobre os membros que participaram do encontro.
A Tunísia abandonou o regime autocrático após uma revolução em 2011, introduzindo um sistema no qual o poder era compartilhado entre o presidente e o parlamento. Após anos de paralisia política e estagnação econômica, Saied, eleito em 2019, prometeu limpar a política tunisiana.
Seus críticos o acusam de encenar um golpe no verão passado, quando ele atacou as obrigações do parlamento eleito e fez mudanças profundas na legislação.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала