Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Funcionários da União Europeia invadem escritórios da Gazprom na Alemanha, diz mídia

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensDistribuição russa de gás
Distribuição russa de gás - Sputnik Brasil, 1920, 30.03.2022
Nos siga noTelegram
No início do ano, alguns legisladores europeus pediram ao chefe antitruste da UE que iniciasse uma investigação sobre suposto abuso de poder da Gazprom para pressionar políticos a aprovarem o gasoduto Nord Stream 2.
Reguladores da UE invadiram nesta quarta-feira (30) os escritórios da empresa russa de gás Gazprom, na Alemanha, de acordo com fonte citada pelo Bloomberg. A invasão seria parte de uma investigação nos escritórios alemães da Gazprom sobre a suposta responsabilidade da empresa russa no aumento dos preços na Europa.
De acordo com o relatório citado, funcionários da UE entraram nas sedes Germania GmbH e Wingas GmbH, da Gazprom, que abastecem cerca de 20% do mercado alemão.
Os preços do gás aumentaram drasticamente nas últimas semanas em meio à operação militar especial da Rússia na Ucrânia e às sanções antirrussas sem precedentes impostas pelo Ocidente, como resposta à operação.
Plataforma de perfuração de petróleo e de queima de gás da empresa petrolífera Gazprom Neft na Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 27.03.2022
Panorama internacional
'Não será uma tarefa fácil': onde Joe Biden pretende conseguir gás para a União Europeia?
A Europa vem sofrendo com a crise energética desde o final de 2021. A chefe antitruste da UE, Margrethe Vestager, questionou empresas de gás em janeiro deste ano, incluindo a Gazprom, sobre o fornecimento parcial de reservas, após acusações de que a gigante russa estava retendo a produção extra que poderia ser liberada para reduzir o aumento dos preços.
A Gazprom negou repetidas vezes quaisquer alegações de ilegalidades, enfatizando que estava fornecendo gás de acordo com seus contratos.
O presidente russo, Vladimir Putin, assim como as autoridades de energia do país, disseram que as políticas da UE, incluindo a suspensão da certificação do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2), devem ser responsabilizadas pela crise.
Logo do projeto Nord Stream 2 em gasoduto exposto na fábrica de Chelyabinsk, Rússia, 26 de fevereiro de 2020 (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 28.03.2022
Panorama internacional
Rússia não vai enviar gás gratuitamente para a Europa: 'Não faremos caridade'
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала