Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Descoberta região de manchas solares 2 vezes maior que a Terra

CC BY 2.0 / Flickr.com / Kevil Gill / Mancha solar (imagem referencial)
Mancha solar (imagem referencial) - Sputnik Brasil, 1920, 27.03.2022
Nos siga noTelegram
As manchas solares podem fazer chegar à Terra atividade solar que perturbaria setores tais como comunicações, sistemas de navegação e a rede elétrica.
Um enorme conjunto de manchas solares está em erupção sobre a ponta nordeste do Sol, escreve na quinta-feira (24) o portal spaceweather.com.
As manchas solares são áreas escuras que podem ser observadas na camada solar conhecida como a fotosfera, e são produzidas pelo intenso fluxo magnético proveniente da superfície do Sol.
A região de manchas solares chamada AR2975 tem produzido erupções solares da classe C, consideradas de tamanho pequeno, e com efeitos mínimos na Terra. Ela tem uma parte central que é pelo menos duas vezes maior que a Terra. No entanto, a classe M representa uma ameaça séria, devido a poder criar apagões de rádio que afetariam as regiões polares do nosso planeta, e originar tempestades de radiação leve.
O observatório Solar Dynamics da NASA captou esta imagem de uma erupção solar – o clarão brilhante no centro inferior do Sol – em 28 de outubro de 2021. A imagem mostra um subconjunto de luz ultravioleta extrema que destaca o material extremamente quente na erupção - Sputnik Brasil, 1920, 01.02.2022
Sociedade e cotidiano
Explosão solar pode provocar tempestade magnética na Terra nesta quarta
Segundo o Centro de Previsão do Tempo Espacial (SPWC, na sigla em inglês) dos EUA, tais eventos podem afetar as "comunicações, operações via satélite e aéreas, voos espaciais tripulados, sistemas de navegação e sondagem, e também a rede de energia elétrica".
A atividade solar que tem sua origem na região AR2975 poderá chegar à Terra em forma de ventos solares de alta velocidade, visto que o buraco coronal, que está perto do equador do Sol, está se dirigindo à Terra, relata no domingo (27) o portal EarthSky.
Os buracos coronais são fontes de fluxos de vento solar, que têm o potencial de produzir tempestades geomagnéticas leves a moderadas. Essa elevada atividade geomagnética acaba por gerar auroras, que, de acordo com o SWPC, podem ser visualizadas em regiões distantes dos polos terrestres.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала