Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Assad diz que Ocidente mente em busca de poder: 'Discriminação contra Rússia sem precedentes'

© Sputnik / RIA / Abrir o banco de imagensEm Damasco, o presidente da Síria, Bashar Assad, fala durante entrevista à Sputnik, em 6 de outubro de 2020
Em Damasco, o presidente da Síria, Bashar Assad, fala durante entrevista à Sputnik, em 6 de outubro de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 17.03.2022
Nos siga noTelegram
A discriminação do Ocidente contra a Rússia é sem precedentes na história mundial e infringe os princípios do direito internacional, afirmou o presidente sírio, Bashar al-Assad, nesta quinta-feira (17).

"O Ocidente mente, em cada palavra, em busca do poder mundial e do roubo. O Ocidente provou que o direito internacional não tem valor e eliminou todos os princípios dos acordos mundiais", disse Assad, em uma reunião com províncias sírias, conforme citado pela agência de notícias síria SANA.

O presidente destacou que existem meios de enfrentar o Ocidente e pediu um "pensamento dinâmico" e uma forte vontade de encontrar soluções para a economia em meio a sanções unilaterais.
Segundo Assad, o mundo se transformou em "uma floresta selvagem administrada por ladrões ocidentais na ausência de lei internacional" após o colapso da União Soviética.

"O Ocidente está passando por uma reversão histórica de seu papel global após o início do conflito na Ucrânia, que expôs a verdadeira face das potências ocidentais ao seu povo", declarou.

Em 24 de fevereiro, a Rússia iniciou uma operação especial com o objetivo de "desmilitarizar" e "desnazificar" a Ucrânia, após pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL) para combater ataques de tropas ucranianas.
Segundo o Ministério da Defesa russo, a missão tem como alvo apenas a infraestrutura militar da Ucrânia.
Além disso, as Forças Armadas da Rússia têm acusado militares ucranianos de usar "métodos terroristas" nos combates, como fazer civis de "escudo humano" e se alojar em construções não militares.
Caça israelense F-16 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Panorama internacional
Síria acusa Força Aérea de Israel de 'coordenar' ataques consecutivos com Daesh perto de Damasco
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала