Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Zelensky proíbe colaboração de ucranianos com a Rússia

© AFP 2022 / Presidência da UcrâniaVladimir Zelensky, presidente ucraniano, em Kiev, Ucrânia, 7 de março de 2022
Vladimir Zelensky, presidente ucraniano, em Kiev, Ucrânia, 7 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2022
Nos siga noTelegram
O presidente ucraniano assinou duas leis previamente aprovadas pelo Parlamento unicameral do país, que penalizam pessoas e organizações que colaborarem com a Rússia.
Vladimir Zelensky, presidente da Ucrânia, aprovou nesta terça-feira (15) dois decretos que responsabilizam pela lei as pessoas que cooperarem com a Rússia.
A primeira lei penaliza indivíduos que colaborarem com a Rússia sob pena de até 15 anos de prisão. Já a segunda lei permite que o governo ucraniano feche partidos e organizações relacionados com as pessoas condenadas conforme os termos da primeira lei.
O presidente ucraniano Vladimir Zelensky fala durante uma entrevista à Reuters, em Kiev, Ucrânia, 1º de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 10.03.2022
Panorama internacional
Zelensky assina decreto sobre 'apreensão' dos bens russos na Ucrânia
Ambos os decretos foram aprovadas no Parlamento ucraniano em 3 de março e alteram o Código Penal do país.
Apesar disso, representantes do governo de Kiev têm conduzido negociações com Moscou, na tentativa de chegar a um acordo que cesse as hostilidades.
No dia 24 de fevereiro Vladimir Putin, presidente da Rússia, anunciou o início da operação militar especial na Ucrânia, afirmando que as repúblicas populares de Donetsk e Lugansk, anteriormente reconhecidas por Moscou como Estados soberanos, precisam de ajuda diante do genocídio da população russófona por Kiev.
Um dos objetivos fundamentais desta operação, segundo o líder russo, é "a desmilitarização e desnazificação" da Ucrânia. O Ministério da Defesa da Rússia defende que apenas está eliminando alvos militares ucranianos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала