Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Rússia revela projeto de resolução da ONU para implementar cessar-fogo na Ucrânia após negociações

© REUTERS / Andrew KellyPanorama do Conselho de Segurança das Nações Unidas durante reunião em Nova York, EUA, 14 de março de 2022
Panorama do Conselho de Segurança das Nações Unidas durante reunião em Nova York, EUA, 14 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 15.03.2022
Nos siga noTelegram
Vasily Nebenzya, representante permanente da Rússia na ONU, referiu que na quarta-feira (16) o país apresentará no Conselho de Segurança das Nações Unidas um projeto de resolução para resolver o conflito na Ucrânia.
A Rússia apresentará no Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) um projeto de resolução humanitária sobre a Ucrânia, que incluirá um apelo para cessar-fogo negociado, anunciou aos jornalistas na terça-feira (15) Vasily Nebenzya, representante permanente da Rússia na ONU.
Segundo Nebenzya, a proposta russa "terá claras disposições humanitárias, tais como um apelo para cessar-fogo conseguido à base de negociações, a evacuação de civis, respeito ao direito humanitário internacional, condenação de ataques a civis e infraestrutura civil, passagem segura e sem obstáculos de cidadãos [e] acesso humanitário sem obstáculos".
O texto a que a Sputnik teve acesso também prevê que o CSNU exija a proteção total dos civis, pessoal humanitário e pessoas em situações vulneráveis, incluindo mulheres e crianças. Além disso, o projeto de resolução insta a não utilizar a infraestrutura civil para hospedar instalações militares, e também não fazê-lo em áreas densamente povoadas.
Dmitry Polyansky, vice-representante permanente da Rússia na ONU, por sua vez, anunciou que a resolução será votada nesta quarta-feira (16).
Presidente chinês, Xi Jinping, discursa por vídeoconferência durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU, Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 14.03.2022
Panorama internacional
Representante da China na ONU diz que 'mundo não precisa de nova Guerra Fria'
A ONU disse cumprimentar qualquer progresso na busca de um cessar-fogo e garantias de acesso humanitário na Ucrânia, segundo Farhan Haq, porta-voz adjunto do secretário-geral da organização.
"Saudamos qualquer progresso pelas diversas partes no que toca à questão do fim das hostilidades e à criação de condições para a prestação de assistência humanitária. É preciso ver como estas resoluções terminam", respondeu após ser solicitado para comentar o projeto de resolução russo.
A Rússia começou em 24 de fevereiro uma operação militar especial na Ucrânia, cujo objetivo o presidente russo Vladimir Putin indicou ser a "desmilitarização e desnazificação" da Ucrânia, e acabar com o "genocídio" perpetrado pelas autoridades de Kiev contra a população russófona na região de Donbass, cujas repúblicas populares Putin também reconheceu. Já o Ministério da Defesa da Rússia sublinha que apenas estão sendo atingidos alvos militares.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала