Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Navio de carga russo pega fogo após bombardeio ucraniano no mar de Azov

© AP Photo / Efrem LukatskyGuardas de fronteira ucranianos patrulhando o mar de Azov
Guardas de fronteira ucranianos patrulhando o mar de Azov - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2022
Nos siga noTelegram
O Comitê de Investigação da Rússia informou, neste sábado (12), que um navio de carga russo foi bombardeado por ucranianos no mar de Azov. Uma investigação criminal foi instalada para apurar o ataque.
Segundo o órgão, o cargueiro Sormovskiy 3064 pegou fogo após a cabine ser atingida por um dos projéteis. A tripulação conseguiu conter as chamas, disse a comissão.
No momento do bombardeio, o navio estava 12 quilômetros ao norte da vila de Shabelskoye, nas proximidades de Krasnodar, no mar de Azov, direcionando-se para a cidade russa de Taganrog depois de deixar um porto na Grécia.
O comitê informou que há uma investigação em curso sobre potenciais suspeitos das Forças Armadas ucranianas. As circunstâncias do bombardeio seguem inconclusivas até o momento.
© REUTERS / Gleb GaranichSoldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia
Soldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2022
Soldados das Forças Armadas ucranianas e veículos blindados na região de Debaltseve perto de Artemivsk, Ucrânia
Neste sábado (12), o presidente ucraniano, Vladimir Zelensky, afirmou ter esperança de iniciar um processo de paz com a Rússia.
Segundo ele, o grupo de ucranianos e de representantes russos "começaram a discutir algumas questões, em vez de lançarem ultimatos".
A operação especial militar na Ucrânia foi autorizada em 24 de fevereiro de 2022 pelo presidente da Rússia, Vladimir Putin, com o objetivo de "desmilitarizar e desnazificar" o país.
Durante a missão, as Forças Armadas da Rússia estão destruindo instalações da infraestrutura militar ucraniana. Enquanto as tropas avançam a Kiev, Moscou busca realizar negociações de paz que garanta a segurança russa na região.
Até o momento, já foram realizadas três rodadas de negociações entre as partes, todas em Belarus.
Vice-secretária de Defesa, Wendy Sherman, e o vice-chanceler russo, Sergei Ryabkov, durante negociações EUA-Rússia em Genebra, 10 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 12.03.2022
Panorama internacional
MRE russo: Moscou pode reiniciar diálogo com Washington sobre segurança, se EUA estiverem prontos
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала