Sputnik Brasil tem canal derrubado pelo YouTube, mas há alternativas para vocês

© Foto / PixabayPessoa segura smartphone, que exibe o logotipo do YouTube (imagem ilustrativa).
Pessoa segura smartphone, que exibe o logotipo do YouTube (imagem ilustrativa). - Sputnik Brasil, 1920, 11.03.2022
Nos siga noTelegram
O YouTube derrubou o acesso ao canal da Sputnik Brasil em sua plataforma. Pouco antes, nesta sexta-feira (11), a empresa havia anunciado que bloquearia, em todo o mundo, os canais de mídias financiadas pelo Estado russo.
O serviço de streaming de vídeo, de propriedade do Google, alega que uma política da plataforma proíbe "conteúdos que neguem ou banalizem eventos violentos bem documentados".
Segundo a empresa, a operação militar especial russa na Ucrânia se enquadra em sua política de eventos violentos.
Por volta de 15h50 (horário de Brasília), o canal da Sputnik Brasil já não estava mais disponível.

"Nossas Diretrizes da Comunidade proíbem conteúdo que negue, minimize ou banalize eventos violentos bem documentados, e removemos conteúdo sobre a invasão da Rússia na Ucrânia que viola essa política. De acordo com isso, com efeito imediato, também estamos bloqueando os canais do YouTube associados à mídia financiada pelo Estado russo, globalmente", afirmou o porta-voz do YouTube, Farshad Shadloo.

Em 1º de março, o Google decidiu bloquear os canais no YouTube do canal RT e da agência de notícias Sputnik em toda a Europa.
Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na Internet, para não perder nosso conteúdo, se inscreva em nosso canal no Telegram.

E continue assistindo aos nossos vídeos na plataforma Odysee mesmo após o bloqueio do nosso canal no YouTube!
Publicamos os materiais e vídeos também na rede social VK, inscreva-se na nossa comunidade.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала