Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA tentaram financiar laboratórios biológicos na Ucrânia já em 2005, mostram registros

© AP Photo / Lynne SladkyO ex-presidente dos EUA Barack Obama fala em comício durante a campanha para o então candidato à presidência Joe Biden, em 2 de novembro de 2020, em Miami.
O ex-presidente dos EUA Barack Obama fala em comício durante a campanha para o então candidato à presidência Joe Biden, em 2 de novembro de 2020, em Miami. - Sputnik Brasil, 1920, 11.03.2022
Nos siga noTelegram
As conversas entre Estados Unidos e Ucrânia sobre o estabelecimento de laboratórios biológicos no país europeu — recém-descobertos pela Rússia — já existem há pelo menos 17 anos.
De acordo com uma edição arquivada de um relatório do programa Nunn-Lugar (Lei Soviética de Redução de Ameaças Nucleares), de agosto de 2005, o então senador Barack Obama coordenou esforços com autoridades ucranianas da época para a implementação de estudos sobre a prevenção da propagação da gripe aviária.
O vírus da gripe aviária era justamente um dos patógenos que os laboratórios secretos analisavam, conforme descobertas do Ministério da Defesa da Rússia.
Mesmo sob a Lei Nunn-Lugar, que buscava eliminar armas de destruição em massa de antigas repúblicas da União Soviética, Kiev assinou um acordo com Washington para a construção de um moderno laboratório de estudo de agentes infecciosos em território ucraniano.
Símbolo de perigo biológico - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Panorama internacional
Dados de laboratórios biológicos confirmam violação de tratado pela Ucrânia e EUA, diz Moscou
Apesar de ter admitido a existência de laboratórios biológicos financiados pelos EUA na Ucrânia, a subsecretária de Estado para Assuntos Políticos, Victoria Nuland, minimizou as acusações russas sobre os experimentos, rejeitando a ideia de utilizar os patógenos como armas biológicas.
Nuland ainda afirmou que os Estados Unidos estavam "bastante preocupados" com a perspectiva da tomada desses laboratórios por militares russos durante a operação militar especial.
O diretor da CIA, William Burns, também rechaçou a hipótese da criação de eventuais armas biológicas na Ucrânia, classificando as declarações da Rússia de "propaganda" e pretexto para "operações de bandeira falsa".
A Organização Mundial da Saúde (OMS), por sua vez, pediu à Ucrânia que destruísse os micro-organismos de alta ameaça alojados em seus laboratórios, citando a necessidade de se evitar "liberação acidental ou deliberada".
Sede do Pentágono em Washington, EUA - Sputnik Brasil, 1920, 10.03.2022
Panorama internacional
Pentágono também está interessado em insetos capazes de espalhar infecções, diz Defesa russa
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала