Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Espaçonave da NASA conseguiu observar meteoro atravessando atmosfera de Júpiter

CC BY 3.0 / NASA/JPL-Caltech/SwRI/MSSS / Kevin M. Gill / Grande mancha vermelha de Júpiter avistada pela sonda da Juno da NASA
Grande mancha vermelha de Júpiter avistada pela sonda da Juno da NASA - Sputnik Brasil, 1920, 10.03.2022
Nos siga noTelegram
No ano passado, um meteoro atravessou a atmosfera de Júpiter chamando a atenção da sonda Juno da NASA, que orbita ao redor do planeta gigante.
O breve e repentino flash na atmosfera superior de Júpiter foi detectado pela sonda Juno da NASA em abril de 2020. A equipe da missão Juno anunciou neste mês que, embora a explosão de luz não tenha durado muito tempo, ela chamou a atenção dos cientistas pelas características espectrais que não se alinhavam com o que seria esperado na aurora de Júpiter.
Segundo os pesquisadores, o evento foi observado pelo espectrógrafo ultravioleta (UVS, na sigla em inglês) da Juno, um instrumento que estuda a luz ultravioleta, e ao investigar o flash eles concluíram que se tratava de um meteoro na atmosfera do planeta.
A equipe da missão estima que o meteoro que atravessou a atmosfera superior de Júpiter provavelmente estava entre cerca de 250 a 5.000 kg.
Esta não é a primeira vez que os pesquisadores avistam rochas espaciais na atmosfera joviana. Em setembro e outubro de 2021, dois asteroides diferentes foram vistos se deslocando na direção do planeta.
© Foto / Giles et al. (2021), Geophysical Research LettersObservação feita pelo UVS de Juno em abril de 2020 quando um meteoro adentrou a atmosfera superior de Júpiter
Observação feita pelo UVS de Juno em abril de 2020 quando um meteoro adentrou a atmosfera superior de Júpiter - Sputnik Brasil, 1920, 10.03.2022
Observação feita pelo UVS de Juno em abril de 2020 quando um meteoro adentrou a atmosfera superior de Júpiter
Em 2021, observadores do céu no Japão conseguiram fotografar um flash na atmosfera de Júpiter, observações que mais tarde foram confirmadas como um meteoro por uma equipe de pesquisa.

"Essas bolas de fogo são muito raras, são muito difíceis de serem observadas por acaso", disse o astrônomo da Universidade do País Basco, na Espanha, Ricardo Hueso ao Space.com ainda em 2021. "Este ano foi excepcional porque normalmente descobrimos um desses impactos a cada dois anos aproximadamente", disse Hueso, que estudou os avistamentos.

Embora seja improvável ver passagens de meteoros tão frequentes em Júpiter, a poderosa atração gravitacional do planeta o torna um alvo provável para impactos de meteoros. O imenso tamanho de Júpiter o tornou o planeta com maior gravidade em todo o Sistema Solar e sua atração gravitacional puxa facilmente pequenos objetos como asteroides para sua atmosfera.
Visualização das bolhas criada pela NASA utilizando imagens dos telescópios Fermi e eRosita - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Sociedade e cotidiano
Astrônomos descobrem origem de misteriosas bolhas no meio da Via Láctea (FOTO)
A sonda Juno da NASA, que entrou na órbita de Júpiter em 2016, continua a monitorar o planeta desde então, revelando detalhes sobre a atmosfera, clima, evolução e formação.
Juno é a segunda missão de longo prazo em Júpiter, seguindo a espaçonave Galileo da NASA que circulou o planeta de 1995 a 2003.
As sondas Galileo e Voyager da NASA, lançadas na década de 1970, chegando décadas depois ao espaço interestelar, já detectaram meteoros na atmosfera de Júpiter durante suas missões.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала