- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

PT muda tática e pretende levar Dilma Rousseff para propaganda de Lula na TV

© AP Photo / Andre PennerDilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva durante discurso do ex-presidente em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, São Paulo. Lula teve a prisão decretada pelo então juiz Sérgio Moro.
Dilma Rousseff e Luiz Inácio Lula da Silva durante discurso do ex-presidente em frente ao Sindicato dos Metalúrgicos em São Bernardo do Campo, São Paulo. Lula teve a prisão decretada pelo então juiz Sérgio Moro. - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Nos siga noTelegram
A partir do dia 24, a propaganda eleitoral do PT começará a ser divulgada na TV. Longe dos holofotes políticos por um grande período e não sendo citada em produções do partido, Dilma voltará aos spots depois de a legenda mudar de ideia.
Desde que a ex-presidente Dilma Rousseff sofreu impeachment em 2016, o Partido dos Trabalhadores (PT) tem optado por inserir citações mínimas sobre ela em seus comerciais. Entretanto, para a campanha eleitoral do ex-presidente Lula deste ano, a sigla decidiu mudar sua tática, segundo o jornal O Globo.
A petista estará presente nas peças produzidas pelo marqueteiro Augusto Fonseca, contratado para trabalhar na campanha. Também como parte da estratégia, Lula encomendou ao ex-ministro da Fazenda Guido Mantega a elaboração de um documento com uma defesa da gestão Dilma e o reconhecimento de seus equívocos.
Dilma não aparecerá em todos os comerciais, mas o secretário de Comunicação do PT, Jilmar Tatto, confirmou que ela estará nos spots. A presidente do partido, Gleisi Hoffmann, também deve ter destaque.
Rádio Sputnik 09.03.2022 - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Mistura do Brasil com Moscou
A volta da propaganda partidária: como fica o cenário eleitoral?
Vale lembrar que Dilma foi deixada de lado na campanha presidencial de 2018, tanto no período em que Lula era candidato como depois, quando a chapa foi assumida por Fernando Haddad.
De acordo com o PT, os índices de rejeição da ex-mandatária constatados em pesquisas eram muito altos naquele ano, e os eleitores atribuíam a ela responsabilidade pelos problemas econômicos enfrentados pelo país.
No fim de janeiro, em reunião com Lula e membros do partido, Dilma teria dado um recado bem claro aos petistas: ainda que a legenda quisesse escondê-la na campanha, a ex-presidente defenderia o próprio governo publicamente sempre que julgasse necessário, conforme noticiado.
O ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva gesticula durante uma reunião com senadores no prédio do Senado do México, na Cidade do México, México, 3 de março de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Notícias do Brasil
Lula 2.0: ex-presidente lança campanha digital no WhatsApp e Telegram e incomoda bolsonaristas
A propaganda do PT começará a ir ao ar no dia 24 e se estenderá até 17 de maio. A sigla tem direito a 20 minutos de propaganda partidária distribuídos em spots de 30 segundos.
Dilma, que em 2018 se candidatou ao Senado por Minas Gerais, disse que não concorrerá a qualquer cargo na eleição deste ano.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала