Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Embaixada de Belarus na Itália é alvo de explosão, diz mídia (VÍDEO)

© Foto / RIA NovostiImagem capturada de câmera de segurança mostra momento do atentado à embaixada de Belarus na Itália, em Roma, 9 de março de 2022.
Imagem capturada de câmera de segurança mostra momento do atentado à embaixada de Belarus na Itália, em Roma, 9 de março de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 09.03.2022
Nos siga noTelegram
Uma intensa explosão ocorreu no prédio que abriga a embaixada de Belarus na Itália, em Roma, na noite da última terça-feira (8). As informações são da agência de notícias italiana Ansa.
Segundo informou a polícia do país nesta quarta-feira (9), o ataque pode ter ocorrido em protesto à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, iniciada em 24 de fevereiro.
No vídeo que registra o incidente, é possível ver dois homens vestidos com macacões claros e máscaras atirando um artefato explosivo contra o edifício. Em seguida, eles saem correndo pela rua. Segundos depois, há uma forte explosão.
Apesar dos danos à edificação que abriga a embaixada, nenhum funcionário ficou ferido.
A procuradoria de Roma abriu um inquérito para apurar o caso.
Um membro do corpo diplomático belarusso informou que houve a tentativa de acionar dois explosivos. Um deles, contudo, falhou.
Danos foram causados ​​ao patrimônio: vidros foram quebrados e um banco foi arremessado pela explosão, ficando inutilizado, fora outros objetos destruídos.
Vladimir Vasilkov, encarregado de negócios da República de Belarus na Itália, disse que a embaixada considera o incidente um atentado terrorista por ter acontecido à noite e devido à grande proporção do ataque.
A ação com o artefato explosivo ocorre em meio a uma série de retaliações promovidas pelo Ocidente contra Rússia e Belarus. Na última quarta-feira (2), os 30 sites da agência Sputnik ao redor do mundo foram alvos de um ataque cibernético do tipo DDoS, que gerou instabilidade nas edições locais.
Os chamados ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) enviam múltiplas solicitações para seu alvo on-line com o objetivo de sobrecarregar o sistema envolvido e derrubar o serviço.
Um teclado (imagem de referência) - Sputnik Brasil, 1920, 03.03.2022
Panorama internacional
Sanções contra RT e Sputnik continuam somando rejeições de órgãos de imprensa na América Latina
Desde o início da operação militar especial russa na Ucrânia, investidas contra mídias russas têm se repetido. Além da censura ao acesso no território da União Europeia (UE), os sites da Sputnik e da RT vêm sofrendo ataques cibernéticos do tipo DDoS.
Bancos russos e belarussos também têm sido alvo de sanções, entre outros setores.
Na última terça-feira (8), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou uma ordem executiva proibindo a importação de suprimentos de energia russos, alegando que a medida seria um "golpe poderoso" no presidente russo, Vladimir Putin.
As recentes penalizações aplicadas contra o Kremlin fizeram da Rússia o país mais sancionado do mundo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала