Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

MRE russo aponta 'disparada' de preços do gás na Europa com abandono do Nord Stream 2

© AFP 2022 / John MacDougallEstação de recebimento de gás Gascade, ao lado da estação de recebimento do Nord Stream 2, em Lubmin, no nordeste da Alemanha, em 21 de setembro de 2021.
Estação de recebimento de gás Gascade, ao lado da estação de recebimento do Nord Stream 2, em Lubmin, no nordeste da Alemanha, em 21 de setembro de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 08.03.2022
Nos siga noTelegram
O congelamento do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2) levou ao atual aumento dos preços do gás no mercado europeu, disse Dmitry Birichevsky, diretor do Departamento de Cooperação Econômica da chancelaria russa, nesta terça-feira (8).
De acordo com ele, Moscou lamenta a "politização" do projeto econômico.

"Já estamos observando os efeitos do abandono do Nord Stream 2 na disparada dos preços do gás no mercado europeu", disse Birichevsky, acrescentando que "o comissionamento oportuno desse gasoduto teria servido aos interesses da Rússia e da Europa".

Em resposta à operação militar especial da Rússia na Ucrânia, países ocidentais impuseram uma série de novas sanções contra Moscou.
Antes mesmo da operação, os EUA e os europeus já anunciavam medidas contra a Rússia. A Alemanha suspendeu a certificação do Nord Stream 2 após o presidente russo, Vladimir Putin, reconhecer a independência das repúblicas populares de Donetsk (RPD) e Lugansk (RPL).
Para Birichevsky, o país germânico "se tornou refém do alinhamento artificial com outros interesses políticos".
Placa de trânsito direcionando o tráfego para a entrada da instalação de desembarque da linha de gás Nord Stream 2 em Lubmin, nordeste da Alemanha - Sputnik Brasil, 1920, 24.02.2022
Panorama internacional
Analista: mundo sai da crise gerada pela pandemia e entra em outra com a suspensão do Nord Stream 2
O Nord Stream 2 é um gasoduto recém-construído, com capacidade de transportar 55 bilhões de metros cúbicos de gás por ano, permitindo o trânsito da commodity da costa russa até a Alemanha pelo mar Báltico.
Para ser aprovado, o projeto havia passado por um longo processo de certificação com o órgão regulador alemão. Os EUA, que exportam gás natural liquefeito para a Europa, se opuseram ativamente ao projeto.
Já Moscou defendeu a contenção de qualquer politização do lançamento do Nord Stream 2, argumentando que o projeto comercial é benéfico tanto para a Rússia quanto para a União Europeia (UE).

Consequências catastróficas

O vice-primeiro-ministro russo, Aleksandr Novak, afirmou na última segunda-feira (7) que a Rússia tem o direito de cortar o fluxo de gás via Nord Stream 1 (Corrente do Norte 1) em retaliação à interdição do lançamento do Nord Stream 2.
Segundo ele, a rejeição do petróleo russo levará a "consequências catastróficas" para o mercado mundial.

"O preço do barril pode chegar a 300 dólares [R$ 1.517]", indicou, lembrando ainda que a "Rússia fornece 40% do gás consumido na Europa e sempre foi um parceiro de confiança".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала