Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Austrália não descarta fornecer armas a Taiwan em meio a tensões com China, diz ministro da Defesa

© REUTERS / Ann WangVeteranos participam de cerimônia de hasteamento de bandeira em antigo posto militar em Kinmen, Taiwan, 15 de outubro de 2021
Veteranos participam de cerimônia de hasteamento de bandeira em antigo posto militar em Kinmen, Taiwan, 15 de outubro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 06.03.2022
Nos siga noTelegram
Peter Dutton, o ministro da Defesa da Austrália, disse em declarações ao canal ABC neste domingo (6) que não descarta enviar armas a Taiwan para conter China.
Durante a entrevista, o chefe do Ministério da Defesa australiano afirmou que a China está "acumulando armas nucleares" e "militarizando-se".
Ele indicou ainda que a Austrália pode enviar armas a Taiwan em resposta a qualquer futura agressão militar chinesa.
"Acho que fazemos tudo o que podemos para deter a China de atos de agressão na nossa região", disse Dutton ao responder se o país está disposto a fornecer armamentos à ilha autogovernada.
Quando o entrevistador pediu ao ministro para dar uma resposta explícita sobre o fornecimento de armas a Taipé ou à possiblidade de um conflito bélico pela ilha, o alto funcionário observou que o país "se interessaria por qualquer desses conflitos ou ameaças de conflito" que atinja seu "interesse nacional".
China tem por várias vezes reiterado o seu compromisso de se reunir com Taiwan por via pacífica e se opõe a qualquer ingerência estrangeira.
Destróier de mísseis guiados da classe Luyang da Marinha do Exército de Libertação Popular (ELP) da China envolvido em incidente de perseguição com aeronave de patrulha marítima P-8A Poseidon da Força Aérea Real da Austrália - Sputnik Brasil, 1920, 20.02.2022
Panorama internacional
Austrália acusa destróier da China de apontar laser a seu avião de reconhecimento
Um dos temas abordados na entrevista foi o da aliança trilateral entre EUA, Reino Unido e Austrália, chamada AUKUS e assinada em setembro de 2021, causando surpresa na comunidade internacional pelos planos de Canberra de obter submarinos de propulsão nuclear, embora a nação tenha reiterado o seu compromisso de não proliferação nuclear.
Em particular, Dutton sublinhou que o país poderia adquirir os submarinos "muito antes" de 2040, a data inicialmente prevista. O ministro disse que "em um par de meses" dará a conhecer detalhes sobre a construção e projeto dos submarinos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала