Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Jogadora estrela da WNBA é detida na Rússia com 'óleo de haxixe'

© AP Photo / Rick ScuteriBrittney Griner, pivô do Phoenix Mercury (42), durante a primeira metade do jogo 2 das finais da WNBA contra o Chicago Sky, em 13 de outubro de 2021.
Brittney Griner, pivô do Phoenix Mercury (42), durante a primeira metade do jogo 2 das finais da WNBA contra o Chicago Sky, em 13 de outubro de 2021. - Sputnik Brasil, 1920, 05.03.2022
Nos siga noTelegram
Muitas jogadoras da WNBA competem na Rússia durante o período de entressafra da liga americana. Brittney Griner jogou pelo time russo UMMC Ekaterinburg por vários anos.
O Serviço Federal de Alfândega da Rússia disse neste sábado (5) que seus funcionários detiveram uma jogadora de basquete norte-americana depois de encontrar óleo de haxixe em sua bagagem.
Griner foi sete vezes All-Star da WNBA pelo Phoenix Mercury e ganhou diversas medalhas de ouro com a seleção feminina de basquete dos EUA.
Foi aberto um processo criminal sobre o transporte em larga escala de drogas, que pode levar a uma sentença de até 10 anos atrás das grades na Rússia.
A jogadora de basquete foi levada sob custódia enquanto a investigação estava em andamento, disseram as autoridades.
Em um comunicado, a agente da jogadora, Lindsay Kagawa Colas, confirmou o caso: "Estamos cientes da situação com Brittney Griner na Rússia e estamos em contato com ela, sua representação legal na Rússia, sua família, suas equipes e a WNBA e a NBA".

"Como esse é um assunto legal em andamento, não podemos dar mais detalhes sobre o caso dela, mas podemos confirmar que, enquanto trabalhamos para levá-la para casa, sua saúde mental e física continua sendo nossa maior preocupação", disse a empresária, de acordo com o New York Times.

É comum jogadoras da WNBA competirem na Rússia, onde os salários são mais lucrativos, durante o período de entressafra da liga americana.
Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na Internet, para não perder nosso conteúdo, se inscreva em nosso canal no Telegram.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала