Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

EUA anunciam sanções contra Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin

© Sputnik / Sergei Guneev / Abrir o banco de imagensEm Moscou, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, fala após coletiva de imprensa, em 18 de fevereiro de 2022.
Em Moscou, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, fala após coletiva de imprensa, em 18 de fevereiro de 2022. - Sputnik Brasil, 1920, 03.03.2022
Nos siga noTelegram
Nesta quinta-feira (3), a Casa Branca anunciou sanções contra Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, e diversos cidadãos e empresários russos.
Os bloqueios contra Peskov foram incluídos em um pacote de sanções contra cidadãos e empresários russos anunciado nesta quinta-feira (3) em comunicado oficial da Casa Branca. Segundo Washington, as penalizações buscam impactar pessoas próximas do presidente russo, Vladimir Putin.

"Os Estados Unidos também incluirão Dmitry Peskov, que como porta-voz de Putin é um grande distribuidor da propaganda de Putin", diz o texto.

© Sputnik / Sergey Guneev / Abrir o banco de imagensO porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e do então primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, após um encontro em Tóquio em 16 de dezembro de 2016.
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov durante coletiva de imprensa do presidente da Rússia, Vladimir Putin e do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, após um encontro em Tóquio em 16 de dezembro de 2016. - Sputnik Brasil, 1920, 03.03.2022
O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, durante coletiva de imprensa do presidente da Rússia, Vladimir Putin, e do então primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, após um encontro em Tóquio em 16 de dezembro de 2016.
Além de Peskov, a lista cita nominalmente outros sete cidadãos russos que sofreram sanções contra seus bens e empresas. No total, a declaração descreve a imposição de bloqueios contra "19 oligarcas russos e 47 de seus familiares". As medidas incluem a suspensão dos vistos desses indivíduos e foram realizadas com o apoio de países aliados dos EUA.

"Os Estados Unidos, em coordenação com aliados e parceiros, têm como alvos adicionais membros da elite russa e seus familiares, que continuam apoiando o presidente Putin apesar de sua brutal invasão da Ucrânia", expõe o documento.

Desde o anúncio da operação militar especial russa na Ucrânia, diversas sanções foram aplicadas contra Moscou, incluindo empresários e figuras proeminentes da política local — como o próprio presidente Vladimir Putin. Outras medidas foram a exclusão de alguns bancos russos da Sociedade de Telecomunicações Financeiras Mundial (SWIFT), o congelamento de parte das reservas internacionais russas e a censura de mídias estatais em território europeu.
Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na Internet, para não perder nosso conteúdo, se inscreva em nosso canal no Telegram.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала