Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Ministério da Defesa da Rússia: 498 militares russos morrem durante operação especial na Ucrânia

© Sputnik / Mikhail VoskresenskyVeículos militares russos se deslocam por estrada perto da fronteira com a Ucrânia, na região de Belgorod, Rússia
Veículos militares russos se deslocam por estrada perto da fronteira com a Ucrânia, na região de Belgorod, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Nos siga noTelegram
Além dos 498 soldados mortos, outros 1.597 sofreram ferimentos de vários graus durante a operação.
O Ministério da Defesa da Rússia publicou as primeiras baixas militares oficiais resultantes da operação especial na Ucrânia, dizendo que 498 soldados russos morreram no cumprimento do dever, outros 1.597 sofreram ferimentos de diversos níveis de gravidade durante a operação, acrescentou o ministério.
O Ministério da Defesa enfatizou que relatos de perdas "incalculáveis" entre os militares russos são falsos e deliberadamente divulgados pela mídia.
O porta-voz do Ministério da Defesa, Igor Konashenkov, disse que os relatos de que a Rússia usou recrutas e cadetes das instituições militares na operação também são falsos.
O porta-voz também compartilhou as últimas informações sobre baixas entre militares ucranianos e batalhões nacionalistas: cerca de 2.870 foram mortos e 3.700 feridos.
Nesta imagem fornecidas pelo serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Ucrânia, soldados ucranianos usam um lançador com mísseis Javelin dos EUA durante exercícios militares na região de Donetsk, Ucrânia, quarta-feira, 12 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 03.03.2022
Panorama internacional
Oitavo dia da operação russa de desmilitarização da Ucrânia
O Ministério da Defesa da Rússia e o presidente, Vladimir Putin, se dirigiram repetidamente aos militares ucranianos pedindo que ignorassem as ordens criminosas das autoridades nacionalistas.
Konashenkov também acrescentou que os batalhões nacionalistas estão preparando "provocações" e estão usando as populações civis das cidades ucranianas como escudos humanos.
Os soldados fazem parte do contingente destinado à operação militar especial iniciada no dia 24 de fevereiro. Os objetivos declarados da operação são a desmilitarização e desnazificação da Ucrânia, bem como a defesa das repúblicas de Donbass.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала