Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

'Continente perdido' pode ter sido elo migratório animal entre Ásia e Europa há 40 milhões de anos

CC BY-SA 2.0 / Andrew Smith / GlobeGlobo mostrando o mapa do mundo
Globo mostrando o mapa do mundo - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Nos siga noTelegram
A nova descoberta pode ajudar a explicar a chegada de mamíferos asiáticos à Europa, fenômeno que intriga cientistas de todo o mundo.
Uma equipe internacional de paleontólogos, com especialistas da França, Estados Unidos e Turquia, realizou uma pesquisa com fósseis encontrados na Turquia e em sítios arqueológicos que se estendem da Europa central até o Cáucaso. Os especialistas acreditam que o continente, batizado de Balkanatolia, existiu há cerca de 50 milhões de anos.
Os pesquisadores determinaram que os fósseis de animais mamíferos das áreas dos Bálcãs, no sul da Europa, mostravam sinais de origem asiática muito antes de aparecerem na Europa Ocidental, pelo menos 1,5 milhão de anos antes da Grande Coupure (Grande Quebra, em português), o evento que extinguiu grande parte dos animais nativos da Europa.
Um dos coautores do projeto publicado na revista acadêmica Earth-Science Reviews, o paleontólogo francês Alexis Licht, do Centro Nacional Francês de Pesquisa Científica, explicou em entrevista ao The Jerusalem Post que existem duas principais teorias para justificar a migração de animais asiáticos para a Europa.

"Ou uma grande mudança ambiental ao longo da rota de dispersão, por exemplo, um deserto que se torna uma selva, permitindo que espécies que não estavam adaptadas para atravessar desertos usem a rota, ou uma mudança paleogeográfica e o surgimento de áreas antes submersas", explicou Licht.

O paleontólogo explicou ainda que existem poucos dados deste período, mas o pouco que os especialistas conseguiram analisar aponta para a manutenção do clima, sugerindo que uma mudança paleogeográfica seja a resposta mais plausível para a migração animal.
A teoria é que, há cerca de 50 milhões de anos, o continente Balkanatolia era uma grande ilha com fauna e flora únicas. A grande mudança teria surgido 10 milhões de anos depois, quando mudanças geográficas começaram a acontecer em consequência de uma combinação de alterações tectônicas, expansão das camadas de gelo e flutuação do nível do mar.
Vespa fossilizada na rocha - Sputnik Brasil, 1920, 11.01.2022
Sociedade e cotidiano
Pesquisadores revelam floresta tropical pré-histórica escondida na Austrália (FOTOS)
Os fragmentos continentais do Balkanatolia acabaram se conectando com partes da Europa e da Ásia, criando uma espécie de "ponte" milhões de anos atrás, e agora eles formam uma grande e unificada massa territorial. Vestígios do "continente perdido" podem ser encontrados especialmente no sul da Europa e no Oriente Próximo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала