Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Calendário solar? Estudo apresenta teoria sobre possível significado de Stonehenge

Stonehenge - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Nos siga noTelegram
A teoria de que Stonehenge é uma espécie de relógio não é nova e vem sendo discutida entre especialistas, há anos, em função da posição das pedras em relação aos solstícios, porém um novo estudo sugere como o calendário teria funcionado.
O estudo publicado na revista científica Antiquity analisou a posição das pedras que ainda estão erguidas em Stonehenge, no Reino Unido, os locais onde é possível observar buracos onde estavam outras estruturas e também foram feitas comparações com outros calendários solares antigos.

"O claro alinhamento solsticial de Stonehenge levou as pessoas a sugerirem que o local incluía algum tipo de calendário, desde o antiquário William Stukeley. Agora, novas descobertas colocaram este assunto de novo em foco e indicam que o local era um calendário baseado em um ano solar tropical de 365,25 dias", disse o autor do estudo, Timothy Darvill.

William Stukeley foi um estudioso britânico que viveu no século XVIII e é considerado o "pai da arqueologia britânica". Stukeley foi uma das primeiras pessoas a estudar e realizar registros históricos de Stonehenge.
Os resultados da pesquisa realizada por Darvill demonstram que o suposto calendário de Stonehenge funcionava de uma maneira simples. Na imagem abaixo é possível observar uma representação do monumento completo, com todas as pedras em seus lugares originais.
© Foto / Timothy Darvill / desenho por V. ConstantRepresentação esquemática do monumento de Stonehenge. Em preto são ilustradas as pedras que ainda estão de pé, em marrom aquelas que tombaram e em bege os buracos de encaixe de pedras desaparecidas
Representação esquemática do monumento de Stonehenge. Em preto são ilustradas as pedras que ainda estão de pé, em marrom aquelas que tombaram e em bege os buracos de encaixe de pedras desaparecidas - Sputnik Brasil, 1920, 02.03.2022
Representação esquemática do monumento de Stonehenge. Em preto são ilustradas as pedras que ainda estão de pé, em marrom aquelas que tombaram e em bege os buracos de encaixe de pedras desaparecidas

"O calendário proposto funciona de uma forma muito simples. Cada uma das 30 pedras no círculo representa um dia dentro de um mês, que é dividido em três semanas cada uma com dez dias", explicou Darvill.

Darvill espera que, com a publicação do seu estudo, novas pesquisas continuem a corroborar sua teoria e que futuras análises de DNA e artefatos arqueológicos ajudem a desvendar mistérios sobre trocas culturais e costumes da sociedade que vivia próximo a Stonehenge há cerca de 4.000 anos.
"Encontrar um calendário solar representado na arquitetura de Stonehenge abre uma nova maneira de ver o monumento como um lugar para os vivos, um lugar onde a data das cerimônias e festivais estava conectado ao próprio tecido do universo e movimentos celestes nos céus", comemorou Darvill.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала