Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Parlamento da Letônia permite que cidadãos do país participem do conflito na Ucrânia

© Sputnik / Ilya PitalevMilitares no pátio de prédio residencial em Donetsk, danificado por bombardeio
Militares no pátio de prédio residencial em Donetsk, danificado por bombardeio - Sputnik Brasil, 1920, 28.02.2022
Nos siga noTelegram
Juris Rancanis, presidente da comissão parlamentar de defesa da Letônia, propôs uma lei, já aprovada, que autoriza que cidadãos letões participem de ações militares na Ucrânia.
O Parlamento da Letônia votou unanimemente a autorização de participação de voluntários do país no conflito da Ucrânia, disse o líder parlamentar Juris Rancanis.
"Nossos cidadãos que querem apoiar a Ucrânia e servir como voluntários para defender a independência da Ucrânia e nossa segurança comum devem poder fazê-lo", afirmou Rancanis, presidente da comissão parlamentar de defesa, assuntos internos e prevenção da corrupção, citado na segunda-feira (28) pela agência britânica Reuters.
Rancanis foi o autor da proposta de lei.
Na madrugada de quinta-feira (24) Vladimir Putin, presidente da Rússia, anunciou o começo de uma operação militar especial na região de Donbass, que teve início após um pedido de assistência militar feito pelas recém-reconhecidas repúblicas populares de Lugansk e Donetsk. O presidente russo observou que os habitantes russófonos têm sido sujeitos a um genocídio nessa região.
Segundo Moscou, os ataques têm como objetivo desmilitarizar a Ucrânia e combater a presença de neonazistas no país, garantindo a segurança da região de Donbass e da Rússia. O Ministério da Defesa da Rússia garante que não atacou nenhuma cidade ucraniana, que se está concentrando em eliminar alvos militares, e que não há nenhum perigo à população civil.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала