Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Trump chama Putin de 'inteligente' e debocha de sanções de Biden: 'Fraco e incompetente'

© AP Photo / John RaouxO ex-presidente dos EUA Donald Trump fala na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), em 26 de fevereiro de 2022, em Orlando, na Flórida
O ex-presidente dos EUA Donald Trump fala na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), em 26 de fevereiro de 2022, em Orlando, na Flórida - Sputnik Brasil, 1920, 27.02.2022
Nos siga noTelegram
O ex-presidente dos EUA, Donald Trump, criticou o atual mandatário Joe Biden, classificando-o como "fraco e grosseiramente incompetente" em suas ações contra a Rússia devido aos conflitos na Ucrânia.
Trump afirmou que, em seu governo, a Rússia "respeitava a América" e que Biden agora está levando o país a consequências imprevisíveis.

"O mundo era um lugar pacífico porque a América era forte", disse Trump ao comentar sobre seu mandato, durante a Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC, na sigla em inglês), realizada na noite deste sábado (26), em Orlando, na Flórida.

Segundo ele, os EUA eram vistos como "poderosos, astutos e inteligentes" à época. "Agora, somos um país estúpido", disse.
Trump avaliou ainda que o presidente russo Vladimir Putin tomou a decisão sobre a operação militar especial na Ucrânia depois de assistir à "patética retirada [dos EUA] do Afeganistão".

"Ontem [sexta-feira, 25] os repórteres me perguntaram se eu achava que o presidente Putin era inteligente. Eu disse que é claro que ele é inteligente", declarou Trump, acrescentando que os países da OTAN "não são tão inteligentes, parecem o oposto de inteligente".

O ex-presidente dos EUA ressaltou que as sanções contra a Rússia demonstram "uma atitude fraca", já que Moscou já vive sob sanções do Ocidente.

"Putin está tocando Biden como um tambor", disse Trump, afirmando que a situação nunca teria ocorrido em seu governo, pois, segundo ele, teria sido fácil "acabar com essa farsa".

Caminhões e helicóptero das Forças Armadas da Rússia em Armyansk, no norte da Crimeia. - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2022
Panorama internacional
OTAN não é bloco econômico e deveria ter sido desmantelada, diz pesquisador
As nações ocidentais têm aumentado o leque de sanções contra a Rússia após o início da operação militar na Ucrânia.
Na última quinta-feira (24), o presidente russo Vladimir Putin autorizou a ação a partir do pedido de ajuda das repúblicas populares de Donetsk e Lugansk (RPD e RPL), que acusaram Kiev de intensificar os bombardeios na região de Donbass.
Três dias antes, a Rússia havia reconhecido a independência das repúblicas.
Segundo Moscou, o objetivo da operação é salvar a população civil do genocídio e libertar Donetsk e Lugansk, por meio da desmilitarização e desnazificação da Ucrânia.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, aparece em uma tela de televisão no mercado de ações em Frankfurt, Alemanha, sexta-feira, 25 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.02.2022
Panorama internacional
O que Putin quis dizer com 'desnazificação' da Ucrânia e por que é tão importante?
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала