Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Putin: nazistas agem na Ucrânia como terroristas e instalam lançadores de foguetes em Kiev (VÍDEO)

© REUTERS / SPUTNIKO presidente russo, Vladimir Putin, preside reunião com membros do Conselho de Segurança por meio de um link de vídeo em Moscou, Rússia, em 25 de fevereiro de 2022
O presidente russo, Vladimir Putin, preside reunião com membros do Conselho de Segurança por meio de um link de vídeo em Moscou, Rússia, em 25 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2022
Nos siga noTelegram
Em reunião com membros do Conselho de Segurança da Rússia, o presidente Vladimir Putin discute o progresso da operação especial militar na Ucrânia.
Nesta sexta-feira (25), em reunião com o Conselho de Segurança da Rússia, o presidente Vladimir Putin destacou que "durante a operação especial militar na Ucrânia, o Exército russo está cumprindo com sucesso seu dever militar, resolvendo a tarefa de garantir a segurança e proteger a Pátria".
O presidente russo, Vladimir Putin, também apelou aos militares ucranianos, pedindo-lhes que tomem o poder em suas próprias mãos e não permitam que neonazistas e banderites usem crianças, mulheres e idosos como escudos humanos.
Leia a fala do presidente da íntegra:
Boa tarde, estimados colegas. Hoje vamos discutir como está sendo executada a operação especial na Ucrânia. Os principais combates do Exército russo, como era esperado, ocorrem não com as Forças Armadas da Ucrânia, mas com unidades nacionalistas, que, como se sabe, são responsáveis pelo genocídio em Donbass e pelo sangue da população civil das repúblicas populares. Além disso, os elementos nacionalistas, incorporados nas unidades regulares ucranianas, não só os incitam para resistência armada, mas, de fato, assumem o papel das tropas de barreira.
Além disso, segundo as informações que nós temos e que são confirmadas pelos resultados do controle objetivo, estamos vendo isso, banderites e neonazistas instalam armamentos pesados, incluindo lançadores de foguetes, diretamente nos distritos centrais das grandes cidades, incluindo Kiev e Kharkov. Eles planejam provocar o fogo de resposta dos sistemas de combate russo contra distritos civis. De fato, eles agem como terroristas em todo o mundo, usam a população civil como escudo para depois acusar a Rússia das vítimas fatais entre a população.
É sabido que tudo isso acontece com a recomendação dos consultores estrangeiros, em primeiro lugar, conselheiros norte-americanos.
Apelo mais uma vez aos militares das Forças Armadas da Ucrânia. Não permitam que neonazistas e banderites usem suas crianças, suas mulheres e idosos como escudos humanos. Tomem o poder em suas mãos. Parece que seria mais fácil para nós negociarmos com vocês do que com essa gangue de drogados e neonazistas que se fixou em Kiev e fez reféns todo o povo ucraniano.
Quero também dar a mais alta avaliação às ações dos soldados e oficiais russos. Eles agem corajosa, profissional e heroicamente, cumprindo com êxito seu dever militar e realizando as tarefas de garantia de segurança do nosso povo e da nossa Pátria.
Bandeiras da União Europeia tremulam fora da sede da Comissão Europeia em Bruxelas, Bélgica, 28 de outubro de 2015 - Sputnik Brasil, 1920, 25.02.2022
Panorama internacional
União Europeia chega a acordo sobre pacote das 'sanções mais duras da história' contra Rússia
A Rússia começou a operação militar de desmilitarização da Ucrânia na madrugada de quinta-feira (24). Em discurso televisivo, o presidente Vladimir Putin disse que as circunstâncias exigem ações decisivas, já que as repúblicas de Donbass solicitaram ajuda.
Conforme as palavras do líder russo, toda a responsabilidade pelo derramamento de sangue cabe ao regime ucraniano. Ele exortou ainda os militares da Ucrânia a não cumprirem as ordens "criminosas" das autoridades de Kiev, a deporem as armas e a irem para casa.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала