Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Sob 'ameaça' do Freedom Convoy, Pentágono enviará 700 militares da Guarda Nacional para Washington

© AP Photo / Susan WalshSecretário de Defesa Lloyd Austin fala durante reunião no Pentágono, Washington, EUA.
Secretário de Defesa Lloyd Austin fala durante reunião no Pentágono, Washington, EUA. - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2022
Nos siga noTelegram
O Departamento de Defesa dos EUA aprovou nesta quarta-feira (23) o envio de 700 soldados e equipamentos da Guarda Nacional para Washington.
Temendo que a capital dos EUA repita cenas vistas em Ottawa, no Canadá, o Pentágono decidiu se antecipar aos caminhoneiros do "Freedom Convoy".
A ideia é ajudar a polícia local a controlar os protestos contra os passaportes de vacina da COVID-19. Manifestações são esperadas para o discurso sobre o Estado da União, em 1º de março, confirmou o porta-voz do Pentágono, John Kirby.

"O secretário de Defesa [Lloyd Austin] aprovou o fornecimento de 400 funcionários da Guarda Nacional do Distrito de Colúmbia e 50 veículos para apoiar a polícia local em postos de trânsito designados", disse Kirby em um comunicado.

Anteriormente, Lloyd Austin havia autorizado a cessão de outros 300 funcionários. Kirby explicou que a Guarda Nacional está fornecendo o apoio a pedido da Agência de Segurança Interna e Gerenciamento de Emergências de Washington.
© Minas PanagiotakisCaminhoneiros reabastecem seus veículos no frio durante o protesto "Freedom Convoy", em Ottawa, Canadá, 5 de fevereiro de 2022
Caminhoneiros reabastecem seus caminhões no frio durante o protesto Freedom Convoy em 5 de fevereiro de 2022 em Ottawa, Canadá - Sputnik Brasil, 1920, 23.02.2022
Caminhoneiros reabastecem seus veículos no frio durante o protesto "Freedom Convoy", em Ottawa, Canadá, 5 de fevereiro de 2022. Foto de arquivo
O protesto planejado na capital norte-americana segue o padrão do "Freedom Convoy" canadense. São manifestações contra as decisões do governo federal no âmbito das medidas para mitigar os impactos da COVID-19.
Os manifestantes nos EUA planejam lançar diversos comboios que, organizados de forma on-line, receberam vários nomes, como "People's Convoy" e "American Truckers Freedom Fund". No dia 1º de março, eles chegarão juntos na cidade de Washington.
No Canadá, protestos relacionados à pandemia bloquearam as ruas de Ottawa por mais de três semanas, além de impedir o acesso à ponte Ambassador, que conecta a cidade canadense de Windsor a Detroit, nos EUA.
O primeiro-ministro Justin Trudeau declarou estado de emergência para encerrar os protestos, e a polícia conseguiu restabelecer o senso de normalidade. Mais de 196 pessoas foram detidas, e 115 veículos, rebocados.
Veículos blindados em uma rua em frente ao Petit Palais, perto da avenida Champs Elysees, em Paris, enquanto motoristas protestam em Paris contra a vacina e as restrições contra a doença do coronavírus (COVID-19) na França, em 11 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 11.02.2022
Panorama internacional
Para conter caminhoneiros do 'Freedom Convoy', Macron espalha blindados de guerra por Paris (VÍDEOS)
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала