Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Chanceler cubano rejeita campanha dos EUA contra a Rússia e denuncia expansão da OTAN

© AP Photo / Czarek SokolowskiSecretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, ao centro, e o ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, em primeiro plano, apertam as mãos de soldados, durante uma visita às tropas dos EUA estacionadas na Base Aérea de Powidz, na Polônia, em 18 de fevereiro de 2022.
Secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin, ao centro, e o ministro da Defesa da Polônia, Mariusz Blaszczak, em primeiro plano, apertam as mãos de soldados, durante uma visita às tropas dos EUA estacionadas na Base Aérea de Powidz, na Polônia, em 18 de fevereiro de 2022.  - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2022
Nos siga noTelegram
Chanceler cubano, Bruno Rodríguez Parrilla denunciou sua oposição à expansão da Organização do Tratado Atlântico Norte (OTAN) para as fronteiras da Rússia.
O chefe da diplomacia cubana ainda rejeitou a campanha de propaganda desencadeada pelos EUA contra Moscou.
Rejeitamos veementemente a histeria de propaganda e comunicação desencadeada pelo governo dos Estados Unidos contra a Rússia e nos opomos firmemente à expansão da OTAN às fronteiras desse país irmão.
Washington e seus aliados ocidentais encorajaram uma campanha de mídia anti-russa, acusando Moscou de preparar uma invasão iminente da Ucrânia. A Rússia rejeita essas alegações.
A Casa Branca chegou a divulgar datas prováveis ​​do possível ataque russo contra seu país vizinho e, como parte dessa campanha midiática, os EUA já têm uma agenda de futuras sanções contra a Rússia.
Desde o final de 2021, a expansão da OTAN para o leste, próximo às fronteiras com a Rússia, fez com que Moscou exigisse garantias de segurança dos EUA e seus parceiros.
A Rússia visa impedir a adesão da Ucrânia ao bloco militarista e suspender a instalação de bases militares nas ex-repúblicas soviéticas.
Soldado das Forças Armadas da Ucrânia nas proximidades da linha de contato na região de Donetsk, Ucrânia, 11 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 19.02.2022
Panorama internacional
Ucrânia relata que 2 militares morreram e 4 ficaram feridos após bombardeios em Donbass
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала