Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Por telefone, Putin destaca para Macron falta de resposta dos EUA e da OTAN sobre segurança europeia

© REUTERS / POOL NewO presidente francês Emmanuel Macron conversa com o presidente russo Vladimir Putin durante videoconferência no Palácio Elysée em Paris, França, 26 de junho de 2020
O presidente francês Emmanuel Macron conversa com o presidente russo Vladimir Putin durante videoconferência no Palácio Elysée em Paris, França, 26 de junho de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 12.02.2022
Nos siga noTelegram
Durante conversa telefônica realizada neste sábado (12), os dois presidentes falaram sobre a segurança europeia e a importância dos acordos de Minsk, que não têm sido cumpridos.
Os presidentes francês e russo, Emmanuel Macron e Vladimir Putin, concordaram em um telefonema neste sábado (12) em continuar o diálogo sobre a segurança europeia e os acordos de Minsk sobre o Leste da Ucrânia, informou a presidência francesa.
"Os presidentes discutiram maneiras de avançar na implementação dos acordos de Minsk e continuaram as discussões sobre as condições de segurança e estabilidade na Europa. Eles expressaram o desejo de continuar o diálogo sobre essas duas questões", disse o gabinete presidencial francês em comunicado.
Macron transmitiu as preocupações de outros líderes europeus a Putin e observou que "um diálogo sincero é incompatível com a escalada", segundo o comunicado.
Putin, por sua vez, destacou ao mandatário francês a ausência de respostas significativas por parte dos EUA e da OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) sobre as propostas russas em relação às garantias de segurança na Europa.
As alegações norte-americanas de que a Rússia teria planos para invadir a Ucrânia também foram tema da conversa. De acordo com o comunicado do Kremlin, as falsas alegações sobre uma suposta invasão têm servido como pretexto para a entrega maciça de armas avançadas à Ucrânia, que serão fornecidas às forças ucranianas na região de Donbass.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала