Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Número surpreendente de galáxias mortas é encontrado no Universo primitivo

© Foto / ESA/Hubble & NASA, J. Kalirai, A. MiloneAglomerado estelar NGC 330, localizado a aproximadamente 180.000 anos-luz
Aglomerado estelar NGC 330, localizado a aproximadamente 180.000 anos-luz - Sputnik Brasil, 1920, 10.02.2022
Nos siga noTelegram
Uma equipe internacional de astrônomos, liderada por pesquisadores da Universidade da Califórnia, descobriu um aglomerado incomum de galáxias jovens se formando no Universo primitivo.
A recém-descoberta metrópole galáctica, chamada MAGAZ3NE J095924+022537, é um aglomerado de galáxias recém-nascido, ou protoaglomerado, composto de pelo menos 38 galáxias e está a aproximadamente a 11,8 bilhões de anos-luz da Terra.
Ao longo do tempo, as galáxias de um aglomerado queimam o combustível disponível e passam de formadoras de estrelas para galáxias vermelhas e mortas, segundo Ian McConachie, da Universidade da Califórnia e autor principal do estudo publicado na Astrophysical Journal.

"Ao contrário dos demais protoaglomerados encontrados nesta época, muitas galáxias no MAGAZ3NE J0959 parecem já ter parado de formar estrelas", declarou.

A coautora do estudo e professora de física e astronomia da Universidade da Califórnia Gillian Wilson disse que o J0959 surgiu quando o Universo tinha menos de dois bilhões de anos.
"É como se você pegasse um aglomerado como o Coma, o aglomerado rico em galáxias mais próximo da Terra, e o enviasse ao Universo primitivo", explicou.
O Telescópio Espacial Hubble flagrou um grupo de três galáxias, coletivamente conhecidas como NGC 7764A, a 425 milhões de anos-luz da Terra, na constelação de Fênix - Sputnik Brasil, 1920, 07.02.2022
Sociedade e cotidiano
Dança cósmica entre galáxias de núcleos energéticos é flagrada pelo telescópio Hubble (FOTO)
Benjamin Forrest, coautor do estudo, afirmou que no coração do MAGAZ3NE J0959 há uma galáxia ultramassiva que já formou uma massa de mais de 200 bilhões de sóis.
Forrest adicionou que o MAGAZ3NE J0959 foi descoberto a partir do solo, mas com o recém-lançado Telescópio Espacial James Webb, será possível revelar em breve se há outros protoaglomerados como este, repletos de galáxias mortas, esperando para serem encontrados no Universo primitivo.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала