Pessoas usando máscaras de proteção caminham por rua em Paris, França, 27 de maio de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Sociedade e cotidiano
As principais notícias, reportagens e artigos sobre sociedade e a rotina cotidiana.

Tempestade geomagnética condena 40 satélites recém-lançados pela SpaceX

© Foto / SpaceXLançamento do foguete Falcon 9 da SpaceX
Lançamento do foguete Falcon 9 da SpaceX - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2022
Nos siga noTelegram
Os satélites Starlink foram colocados no espaço pelo foguete Falcon 9 na última quinta-feira (3), mas foram atingidos pela tempestade no dia seguinte.
De acordo com informações da SpaceX, a tempestade geomagnética aumentou a densidade da atmosfera, intensificando o arrasto atmosférico sofrido pelos satélites e condenando a maioria deles. Foram lançados 49 satélites nesta última missão e até 40 podem ter sido comprometidos.

"Análises preliminares mostram que o aumento do arrasto nas baixas altitudes impediu que os satélites saíssem do modo de segurança para iniciar as manobras de elevação da órbita, e até 40 dos satélites vão reentrar ou já reentraram na atmosfera da Terra [...] Os satélites que estão saindo de órbita apresentam zero risco de colisão com outros satélites e foram projetados para que desapareçam após a reentrada atmosférica", informou a SpaceX em comunicado nesta terça-feira (8).

As tempestades geomagnéticas são causadas por fortes ventos solares que trazem correntes de partículas energizadas e plasma para a atmosfera. Especialistas acreditam que a tempestade tenha sido causada por uma erupção solar no dia 30 de janeiro. A expectativa era que os fortes ventos atingissem a nossa atmosfera no dia 2, mas aparentemente os meteorologistas erraram a previsão por dois dias.
Satélite TESS da NASA com foguete portador da Space X, Falcon 9, sendo lançados da Flórida, em 16 de abril de 2018 - Sputnik Brasil, 1920, 26.01.2022
Sociedade e cotidiano
Foguete descontrolado da SpaceX está em rota de colisão com a Lua
No comunicado, a SpaceX explica que envia deliberadamente seus satélites para órbitas baixas, para que em caso de imprevistos, como o de semana passada, os satélites possam ser descartados de maneira segura.

"A SpaceX envia seus satélites para órbitas inferiores para que, em casos muito raros, se qualquer satélite não passe nas verificações iniciais do sistema, ele será rapidamente desorbitado pelo arrasto atmosférico. Embora a baixa altitude de implantação exija satélites mais capazes a um preço mais caro para nós, é a coisa certa a fazer para que possamos manter um ambiente espacial sustentável", afirmou a companhia no comunicado.

A SpaceX pretende enviar cerca de 42.000 satélites Starlink para o espaço e criar uma megaconstelação, com o intuito de levar Internet de alta velocidade a todas as partes do planeta Terra.
O projeto vem recebendo críticas de astrônomos, que se preocupam com o impacto deste grande volume de satélites nas observações espaciais. Em resposta, a empresa informou que está trabalhando em limitar a visibilidade de seus satélites para telescópios.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала