Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

China investe mais em infraestruturas na África Subsaariana que EUA, Alemanha, Japão e França juntos

© AP Photo / Andy WongMulher passa ao lado de plataforma promovendo Fórum de Um Cinturão, Uma Rota em Pequim, China, 23 de abril de 2019
Mulher passa ao lado de plataforma promovendo Fórum de Um Cinturão, Uma Rota em Pequim, China, 23 de abril de 2019 - Sputnik Brasil, 1920, 09.02.2022
Nos siga noTelegram
Foi produzido um estudo que concluiu que a China forneceu mais do dobro do financiamento para o desenvolvimento na África Subsaariana que EUA, Alemanha, Japão e França juntos.
A China forneceu muito mais financiamento a projetos de infraestrutura na África Subsaariana que os EUA, Alemanha, Japão e França juntos no período entre 2007 e 2020, revelou um estudo publicado na quarta-feira (9) pelo Centro para o Desenvolvimento Global.
O dinheiro fornecido pelos bancos de desenvolvimento da China que incluem o China Exim Bank e o Banco de Desenvolvimento da China nesse período foi estimado em US$ 23 bilhões (R$ 120,94 bilhões), enquanto todas as outras entidades semelhantes, incluindo públicas, alocaram no total US$ 9,1 bilhões (R$ 47,85 bilhões).
Esse último valor é altamente insuficiente para cobrir as necessidades de construção de estradas, barragens e pontes, segundo Nancy Lee, autora principal do relatório e membro sênior do think tank.
Joe Biden, presidente dos EUA, na reunião da iniciativa Reconstruir um Mundo Melhor (B3W, na sigla em inglês) durante a COP26 em Glasgow, Escócia, Reino Unido, 2 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
EUA deverão lançar em janeiro primeiros projetos de infraestrutura 'rivais' da China, diz mídia
Por comparação, a Corporação Financeira para o Desenvolvimento Internacional, a principal agência financeira para o desenvolvimento dos EUA, emprestou somente US$ 1,9 bilhão (R$ 9,99 bilhões), menos de um décimo da China. Já bancos de desenvolvimento multilaterais como o Banco Mundial forneceram uma média anual de apenas US$ 1,4 bilhão (R$ 7,36 bilhões) no período 2016-2020, de acordo com o relatório.
"Há muita crítica da China, mas se os governos ocidentais querem aumentar investimentos produtivos e sustentáveis para níveis significativos, eles têm de empregar seus próprios bancos de desenvolvimento e pressionar os bancos de desenvolvimento multilaterais a tornar estes investimentos uma prioridade", recomendou Lee, citada na quarta-feira (9) pela agência britânica Reuters.
Nos últimos anos os países ocidentais têm desenvolvido planos de construção de infraestrutura global em resposta à Iniciativa Um Cinturão, Uma Rota da China, lançada oficialmente em 2013.
Esses projetos incluem Reconstruir um Mundo Melhor (B3W, na sigla em inglês), revelado pelo grupo G7 em junho de 2021 e fruto da iniciativa Rede Ponto Azul (BDN, na sigla em inglês), de novembro de 2019. A União Europeia também anunciou em dezembro de 2021 o Portal Global para fins de infraestrutura mundial.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала