Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Argentina fecha acordo de US$ 8 bi com China para construção de usina nuclear perto de Buenos Aires

© REUTERS / Bobby Yip Construção de uma usina nuclear na província Guangdong, na China
Construção de uma usina nuclear na província Guangdong, na China - Sputnik Brasil, 1920, 02.02.2022
Nos siga noTelegram
Projeto estava parado desde 2015, mas finalmente foi efetivado hoje (2). Argentina se une ao Paquistão como o segundo país no exterior com tecnologia nuclear chinesa presente.
A estatal chinesa China National Nuclear Corp (CNNC) fechou um acordo de US$ 8 bilhões (R$ 42,1 bilhões) com a Argentina para construção da usina nuclear Atucha III usando a tecnologia chinesa Hualong One. O projeto está previsto para começar no final deste ano, segundo a Folha de São Paulo.
O valor do empreendimento atende a parte de engenharia, construção, aquisição, comissionamento e entrega de um reator do tipo HPR-1000, que será implantado na cidade de Lima, perto da capital argentina de Buenos Aires, de acordo com a mídia.
"Atucha III terá uma potência bruta de 1.200 MW, com vida útil inicial de 60 anos e permitirá a expansão das capacidades nucleares nacionais", informou o governo argentino.
A Atucha III já está para ser construída há anos, e as negociações estavam paradas desde 2015. No entanto, agora, o negócio foi finalmente fechado.
A China National Nuclear Corporation assinou um contrato com a Nucleoeléctrica Argentina S.A. para construir o projeto nuclear Atucha III usando a tecnologia Hualong One da China. Um novo marco na cooperação nuclear civil com esforços conjuntos para alcançar emissão zero de carbono e desenvolvimento verde.
Pequim começou a operar seu próprio reator Hualong One na província de Fujian, no sudeste da China. O projeto da Argentina será o segundo local no exterior usando a tecnologia Hualong One depois do Paquistão.
Usina nuclear flutuante chinês - Sputnik Brasil, 1920, 22.04.2016
Novas usinas nucleares fortalecerão posições da China
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала