Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Mídia portuguesa já dá vitória para António Costa do PS por quase 'maioria absoluta'

© REUTERS / PEDRO NUNESO primeiro-ministro de Portugal e secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, fala à imprensa antes do anúncio dos resultados das eleições gerais, em Lisboa, Portugal, 30 de janeiro de 2022
O primeiro-ministro de Portugal e secretário-geral do Partido Socialista (PS), António Costa, fala à imprensa antes do anúncio dos resultados das eleições gerais, em Lisboa, Portugal, 30 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 30.01.2022
Nos siga noTelegram
O PS está na frente da disputa com percentagens que variam entre os 37% e 42%. Até o momento, 89,68% dos votos estão contabilizados e estima-se que 56,36% dos eleitores tenham votado.
Os portugueses foram às urnas neste domingo (30) para eleger, de forma antecipada, seu primeiro-ministro, em função de uma crise política envolvendo o Orçamento de 2022. O primeiro-ministro de Portugal, António Costa, do Partido Socialista (PS) luta por sua permanência no cargo e, ao que tudo indica, sairá vitorioso no pleito.
Os primeiros resultados das sondagens portuguesas já indicam uma vitória com larga vantagem de votos para o atual primeiro-ministro, António Costa, de 60 anos, no poder desde 2015.
"Vencemos a austeridade e a estagnação, estamos no caminho para vencer a pandemia e no domingo também venceremos esta crise política para dar estabilidade ao país", disse Costa na última sexta-feira (28).
O chefe de Governo expressou orgulho por ter "virado a página da austeridade orçamentária" aplicada pela direita após a crise financeira mundial de 2008.
Com quase um milhão de eleitores em isolamento por conta da pandemia de COVID-19, a abstenção registrada pode ter sido menor que em 2019, segundo o Observador.
As eleições portuguesas apontam para uma derrota dos partidos à esquerda do PS, cujo objetivo principal era impedir o crescimento da direita e da extrema direita dentre os eleitores. De acordo com as sondagens, o partido de extrema direita do país, o Chega de André Ventura, vai ficar com o terceiro lugar, com aproximadamente 7% dos votos.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала