Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Hungria tem capacidades suficientes e não necessita de unidades adicionais da OTAN, diz ministro

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensBatalhão da OTAN
Batalhão da OTAN - Sputnik Brasil, 1920, 29.01.2022
Nos siga noTelegram
A Hungria dispõe de um número suficiente de forças militares nacionais, sendo desnecessário o envio de tropas adicionais da OTAN para o país, disse o ministro da Defesa húngaro, Tibor Benko.
Na quinta-feira (27) a Sky News informou que os Estados-membros da OTAN estão considerando a possibilidade de criar novas unidades de combate compostas por 1.000 militares na Romênia, Bulgária, Hungria e Eslováquia. Destaca-se que as novas unidades serão semelhantes às que já existem nos Países Bálticos e na Polônia.
Respondendo à questão se é verdade que os EUA estão negociando o envio de unidades de combate da OTAN, inclusive com a Hungria, Benko respondeu que Washington e a Aliança Atlântica estão negociando com todos os países na fronteira oriental do bloco.

"Ao mesmo tempo, nossa posição é que, de acordo com nossa diretiva principal, o Programa de Desenvolvimento da Defesa e das Forças Armadas, a Hungria já criou tal força nacional, desenvolveu tal capacidade e, na situação atual, não há necessidade de depender de forças e unidades militares estrangeiras. Estamos avançando nesse sentido, pelo que não consideramos necessário, dada a situação atual, exigir que sejam estacionadas aqui forças adicionais da OTAN", disse o ministro húngaro à estação de rádio do país Inforadio.

Quanto à adesão da Ucrânia à OTAN, Benko observou que a Hungria apoiou por muitos anos o desejo do país vizinho de integrar a Aliança. "Mas depois a Ucrânia se voltou contra os húngaros que vivem na Transcarpátia e se comportou de maneira inaceitável para a Aliança. Desde então, o governo assumiu a posição de que a Ucrânia ainda não está pronta para a adesão, não corresponde às expectativas da OTAN. Da última vez, eu pessoalmente disse ao ministro da Defesa da Ucrânia que podíamos voltar a falar sobre isso novamente se os húngaros da Transcarpátia obtiverem os mesmos direitos que nós concedemos às pessoas de língua ucraniana que vivem na Hungria", sublinhou o ministro.
Soldados e bandeira da OTAN  - Sputnik Brasil, 1920, 29.01.2022
Panorama internacional
EUA transformaram OTAN em força que executa pauta militar de Washington, diz coalizão americana
Nesta terça-feira (25) o presidente da Croácia Zoran Milanovic disse que, em caso de conflito entre a Rússia e a Ucrânia, o país vai retirar suas tropas das forças da Aliança Atlântica no Leste Europeu.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала