Membros da comitiva de uma delegação em frente da sede das Nações Unidas durante a 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU em Nova York, 21 de setembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 09.11.2021
Panorama internacional
Notícias sobre eventos de todo o mundo. Siga informado sobre tudo o que se passa em diferentes regiões do planeta.

Embaixador russo: cooperação russo-venezuelana é fator estabilizador diante da pressão dos EUA

© Sputnik / Aleksei DruzhininBandeiras de Venezuela e Rússia
Bandeiras de Venezuela e Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 28.01.2022
Nos siga noTelegram
A cooperação militar entre a Rússia e a Venezuela é um fator estabilizador diante da pressão dos EUA e da OTAN sobre o governo de Nicolás Maduro, disse à Sputnik o embaixador russo em Caracas, Sergei Melik-Bagdasarov.
"Nossos especialistas interagem com sucesso com os militares venezuelanos, o que contribui para manter as Forças Armadas do país em alto nível de prontidão; isso é, sem dúvida, um fator estabilizador diante da contínua pressão sobre o governo constitucional de Nicolás Maduro por parte dos EUA e seus parceiros da OTAN [Organização do Tratado do Atlântico Norte], cujos territórios estão repletos de bases militares dos EUA, mesmo nas proximidades da amiga Venezuela", disse ele.
O embaixador expressou a esperança de que um maior fortalecimento da cooperação técnico-militar entre Moscou e Caracas "esfrie o fervor de Washington em relação à preparação de novas agressões armadas contra a soberania e independência da Venezuela".
Ainda segundo ele, a cooperação técnico-militar entre os dois países está se desenvolvendo progressivamente e de acordo com o cronograma.
"Avaliamos positivamente o estado atual das relações", afirmou o diplomata russo.
O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, participa de uma cerimônia no Memorial José Martí, em Havana, Cuba - Sputnik Brasil, 1920, 27.01.2022
Panorama internacional
Ex-presidente russo explica por que Rússia não tem bases militares em Cuba e na Venezuela

Cooperação legalmente estabelecida

Os interesses mútuos de Moscou e Caracas no âmbito da cooperação militar e técnica são determinados pelas leis da Venezuela e por seus compromissos internacionais, declarou Melik-Bagdasarov.
"Na prática, o potencial desenvolvimento dos interesses mútuos neste ramo está limitado pela Constituição da Venezuela, pela legislação interna do país e por seus compromissos internacionais", declarou o diplomata.
© YURI KOCHETKOVÀ esquerda, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov e seu colega venezuelano Felix Plasencia em coletiva de imprensa conjunta após suas conversas em Moscou, 8 de novembro de 2021
À esquerda, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov e seu colega venezuelano Felix Plasencia em coletiva de imprensa conjunta após suas conversas em Moscou, 8 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 28.01.2022
À esquerda, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov e seu colega venezuelano Felix Plasencia em coletiva de imprensa conjunta após suas conversas em Moscou, 8 de novembro de 2021
Melik-Bagdasárov especificou que os outros fatores que influenciam essa troca são "uma combinação harmoniosa de demanda e possibilidades". O embaixador também destacou que os representantes dos ministérios da Defesa dos dois países "mantêm contatos permanentes".
"O trabalho é realizado conforme planejado, de acordo com a agenda e, claro, levando em consideração as necessidades atuais ditadas pela difícil situação internacional", sublinhou o embaixador russo.
No final de dezembro, o diplomata revelou que, em 2021, Rússia e Venezuela abriram novas perspectivas no desenvolvimento da cooperação técnica no campo militar.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала