- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Ciro Nogueira sobre Paulo Guedes: 'Além de amortecedor, agora sou para-raio do Posto Ipiranga'

© REUTERS / Adriano MachadoO chefe de Gabinete da Presidência do Brasil, Ciro Nogueira, reage ao discursar para a mídia no Palácio do Planalto, em Brasília, Brasil, 25 de janeiro de 2022
O chefe de Gabinete da Presidência do Brasil, Ciro Nogueira, reage ao discursar para a mídia no Palácio do Planalto, em Brasília, Brasil, 25 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.01.2022
Nos siga noTelegram
Fazendo referência à época em que Bolsonaro chamava Paulo Guedes de "Posto Ipiranga", Ciro Nogueira faz ponte entre parlamentares e o Ministério da Economia, principalmente após decreto assinado por presidente que lhe concedeu parte do poder sobre o Orçamento.
Em entrevista ao jornal O Globo na quarta-feira (26), o chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira (Progressistas), defendeu o decreto assinado pelo presidente, Jair Bolsonaro (PL) que, na prática, tirou parte do poder de decisão do Ministério da Economia em questões relacionadas ao Orçamento.
O ministro disse que "além de amortecedor, agora eu sou um para-raio do Posto Ipiranga" e que a mudança foi aprovada previamente pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

"Achamos que era muito melhor tanto para ele [Guedes] quanto para a Casa Civil. Levamos esse pleito ao presidente. O que acontece é que o Paulo Guedes sempre ficava encarregado de dar o 'não' para alguns pleitos dos ministérios. Além de amortecedor, agora eu sou um para-raio do Posto Ipiranga", explicou.

De acordo com a revista Veja, a resposta de Nogueira foi uma "desculpa esfarrapada" para justificar a decisão. "Ele e o ministro da Economia fingem que é para proteger Guedes do desgaste com os políticos, mas é na verdade, é a entrega de tudo ao centrão em um ano eleitoral", diz a revista.
© REUTERS / Adriano MachadoO ministro das Relações Exteriores do brasil, Carlos Franca, o chefe da Casa Civil da Presidência, Ciro Nogueira, e o ministro da Economia Paulo Guedes falam à imprensa no Palácio do Planalto em Brasília, Brasil 25 de janeiro de 2022
O ministro das Relações Exteriores do brasil, Carlos Franca, o chefe da Casa Civil da Presidência, Ciro Nogueira, e o ministro da Economia Paulo Guedes falam à imprensa no Palácio do Planalto em Brasília, Brasil 25 de janeiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 27.01.2022
O ministro das Relações Exteriores do brasil, Carlos Franca, o chefe da Casa Civil da Presidência, Ciro Nogueira, e o ministro da Economia Paulo Guedes falam à imprensa no Palácio do Planalto em Brasília, Brasil 25 de janeiro de 2022
Ainda na mesma entrevista, o chefe da Casa Civil afirmou, mesmo diante das pesquisas de intenções de votos mostrando o contrário, que a "chance de reeleição [de Bolsonaro] é muito grande".
"Ele vai ganhar. O país nunca deixou de reeleger um presidente. Quem reelege o presidente é a economia, e a vida das pessoas vai melhorar. Temos pesquisas que mostram que se a inflação for reduzida e o emprego voltar a crescer, quase 40% das pessoas que hoje não votam no presidente, podem vir a votar. A possibilidade de reeleição é muito grande", afirmou.
Ainda sobre eleições, Nogueira destacou que o ex-juiz e presidenciável, Sergio Moro (Podemos), "é um conflito ambulante".
"O Moro é um conflito ambulante. O Moro, quando era juiz, queria ser político. Virou político e quer permanecer juiz. É uma pessoa com conflitos. Tenho minhas dúvidas se ele vai permanecer até o final", analisou.
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала