- Sputnik Brasil, 1920
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Rio e SP adiam Carnaval para abril devido à escalada de casos de Ômicron

© Folhapress / Marcelo FonsecaApresentação da escola de samba Viradouro no último desfile de Carnaval realizado antes da pandemia, no dia 23 de fevereiro de 2020, na Marquês de Sapucaí, sambódromo do Rio de Janeiro
Apresentação da escola de samba Viradouro no último desfile de Carnaval realizado antes da pandemia, no dia 23 de fevereiro de 2020, na Marquês de Sapucaí, sambódromo do Rio de Janeiro - Sputnik Brasil, 1920, 21.01.2022
Nos siga noTelegram
As cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo anunciaram, na noite desta sexta-feira (21), o adiamento dos desfiles das escolas de samba. O evento, previsto para o final de fevereiro, agora ocorrerá no feriado de Tiradentes, que começa em 21 de abril, uma quinta-feira.
A decisão, tomada em conjunto pelos prefeitos do Rio, Eduardo Paes (DEM), e de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB), foi divulgada após reunião virtual sobre o avanço da variante Ômicron do SARS-CoV-2 nos dois municípios.
Na quarta-feira (19), o país registrou, pela primeira vez na pandemia, mais de 200 mil casos de COVID-19 em 24 horas. A média móvel de novos diagnósticos dos últimos sete dias, divulgada nesta sexta-feira (21), é de 118.840, a maior marca até aqui.
As prefeituras informaram que estabeleceram a nova data para a festa "sob orientação de secretários de Saúde", que participaram da reunião.
Também estiveram presentes, no encontro virtual, os presidentes das Ligas de Escolas de Samba das duas cidades.

"A decisão foi tomada em respeito ao atual quadro da pandemia de COVID-19 no Brasil e a necessidade de, neste momento, preservar vidas e somar forças para impulsionar a vacinação em todo o território nacional", anunciaram Paes e Nunes, em nota à imprensa, conforme noticiou o G1.

Após a reunião, Nunes agradeceu a compreensão da Liga das Escolas de Samba. Já Paes classificou o adiamento como "prudente" e afirmou que ambos estão acompanhando a evolução da variante do coronavírus.
Em São Paulo, um profissional de saúde atende um paciente na UTI do hospital Emílio Ribas, em 8 de janeiro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 13.01.2022
Propagação e combate à COVID-19
Fiocruz alerta para aumento de ocupação de UTIs no Brasil com explosão da Ômicron
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала